domingo, 1 de outubro de 2017

Na AMUPE, Tadeu denuncia desmantelamento da assistência social no Brasil

“Isto vai atingir as crianças, os jovens em posição de vulnerabilidade, o combate à prostituição infantil, os idosos, as pessoas com deficiência", afirma o parlamentar (Foto: Assessoria/Divulgação)


O deputado federal Tadeu Alencar (PSB) aproveitou um encontro com representantes do fisco municipal, na sede da Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE), para criticar mais uma vez medidas do Governo Michel Temer que aprofundam as distorções no Pacto Federativo e denunciar o que ele chama de “verdadeiro desmantelamento da assistência social no Brasil”, com a ameaça de retirada de 98.05% dos recursos do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

Em palestra sobre a reforma tributária e seus impactos nos municípios, Tadeu Alencar se colocou contra a criação de impostos e a retirada da competência dos municípios na arrecadação de tributos. “Uma reforma tributária que deveria atacar mais de frente as distorções que existem no Pacto Federativo, que tem colocado os municípios de joelhos, não pode promover mais concentração”, protestou.


O parlamentar pernambucano também falou de uma pauta desfavorável às conquistas da população que o Governo Federal tem apresentado ao País, como as reformas trabalhista e da previdência, além da “agressão à cidadania brasileira” representada pelo corte de quase 100% no orçamento da assistência social brasileira.

“Isto vai atingir as crianças, os jovens em posição de vulnerabilidade, o combate à prostituição infantil, os idosos, as pessoas com deficiência. Num país com 14 milhões de desempregados, deveríamos estar investindo ainda mais na assistência social”, afirmou o parlamentar, que irá propor para esta semana uma agenda da bancada federal pernambucana com representantes de movimentos sociais para tratar do assunto.

Assessoria de imprensa deputado federal Tadeu Alencar


0 comentários:

Postar um comentário