quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Lançamento da biografia de Marco Maciel é destaque na Assembleia Legislativa de Pernambuco

Ex-governador Marco Maciel em Petrolândia (Foto: Acervo pessoal Dr. José Dantas de Lima)

A deputada Priscila Krause (DEM) destacou, na Reunião Plenária dessa quarta (4) na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), o lançamento do livro “Marco Maciel: Um Artífice do Entendimento”, realizado nessa terça (3), na Academia Pernambucana de Letras (APL). A biografia do político – que foi deputado estadual e federal, governador, senador e vice-presidente da República – foi escrita pelo jornalista Ângelo Castelo Branco para a Coleção Memória, da Companhia Editora de Editora de Pernambuco (Cepe).

Para a parlamentar, o livro faz justiça à figura do político, que hoje sofre de mal de Alzheimer. “Em todos os momentos importantes da República, ele se fez presente. E teve um papel fundamental, muitas vezes incompreendido, na redemocratização”, disse a deputada, reforçando que Maciel foi autor do “Compromisso com a Nação”, documento que balizou a transferência do regime militar para o civil no Brasil, e que também foi assinado por Ulysses Guimarães, Tancredo Neves e Aureliano Chaves.

Priscila Krause salientou, ainda, a participação em projetos para o desenvolvimento do Nordeste, além de atributos do político, como capacidade de articulação, firmeza e relação respeitosa com a imprensa. Também refutou a crítica comumente feita de que ele ficava “em cima do muro”. “Sobre praticamente qualquer assunto discutido em Pernambuco e no Brasil, Marco Maciel tem posicionamentos claros, registrados em pronunciamentos e artigos publicados”, afirmou.
Em aparte, Antônio Moraes (PSDB), que foi auxiliar de Maciel quando governador, sublinhou a capacidade de trabalho do político, a disponibilidade dele para receber os parlamentares do Estado e seu respeito com as pessoas. “Quem trabalhava com ele sofria, pois Marco Maciel ia dormir às 2h da madrugada e, às 7h30, o mais tardar, já estava no gabinete”, contou.

Zé Maurício (PP) descreveu o político como “um conciliador e, acima de tudo, um democrata e republicano”. Para Gustavo Negromonte (PMDB), “não se pode contar a história política de Pernambuco sem falar de Marco Maciel”.

Rodrigo Novaes (PSD) se referiu ao ex-governador como “um exemplo de ética e de moral”, e Tony Gel (PMDB) o designou “articulador nato e craque na construção da boa política”. O deputado João Eudes (PDT), por sua vez, frisou que Maciel promoveu “uma revolução administrativa e ética em Pernambuco”. Já Odacy Amorim (PT) elogiou sua capacidade de aglutinar forças.

Alepe


0 comentários:

Postar um comentário