segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Internado há um mês, jornalista Alexandre Farias interage e respira sem ajuda de aparelhos


O jornalista Alexandre Farias, de 39 anos, completa nesta segunda-feira um mês de internamento, após ter sido baleado na cabeça no dia 16 de setembro, no Alto do Moura, em Caruaru, durante uma troca de tiros entre policiais e assaltantes. De acordo com José Santos, que acompanha o irmão, internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Unimed, no Recife, Alexandre já tem um quadro de saúde considerado estável, apresenta uma melhora gradativa, respira sem ajuda de aparelhos e interage com a família.

"Alexandre é hoje um verdadeiro milagre diante de nós. Ele permanece na UTI porque ainda inspira cuidados, mas quando está acordado consegue interagir, mexe os membros inferiores, gesticula, balbucia e conseguimos entender algumas palavras, ele fica de olhos abertos e a gente fica emocionado a cada gesto", declarou o irmão, em entrevista à TV Clube.


De acordo com José, uma junta médica formada por neurologista, clínico, fisioterapeuta, psicólogo e nutricionista tem atuado intensamente e se reunido com frequência, apresentando um prognóstico satisfatório e a intenção de dar alta da UTI para que o paciente fique mais próximo da família.

Relembre o caso - No dia 16 de setembro, o jornalista Alexandre Farias, foi baleado na cabeça no Alto do Moura, em Caruaru, durante um tiroteio entre suspeitos que roubaram um carro e policiais. Três dias após o crime a polícia prendeu preventivamente três suspeitos de participar do tiroteio que feriu gravemente o jornalista: Vagner Santos Figueiredo, 30, Vitor Luiz Bezerra da Silva, 20, e José Raniere de Oliveira Simão, 32. Um dos envolvidos na ação morreu na troca de tiros e um quinto integrante foi preso na quarta-feira, dizendo ser do PCC. Uma mulher identificada como Ierica Alves do Nascimento também foi presa e indiciada por associação criminosa. Contra ela já havia um mandado de prisão por tráfico.

Diário de Pernambuco


0 comentários:

Postar um comentário