quarta-feira, 4 de outubro de 2017

CPRH estimula entrega voluntária no Dia dos Animais

Fotos: CPRH/Divulgação

Dois jabutis (Chelonoidas carbonaira) e um periquito-da-caatinga (Eupsittula cactorum) foram entregues à CPRH, hoje (04), durante a programação comemorativa ao Dia dos Animais, quando também se comemora o dia de São Francisco de Assis, padroeiro da Ecologia. Os animais foram entregues no evento promovido pela Paróquia de Casa Forte, na Zona Norte do Recife, em parceria com a CPRH e com a Prefeitura do Recife, que disponibilizou vacina gratuita contra raiva para cães e gatos. Os animais foram transportados do pátio da Igreja de Casa Forte para o Centro de Triagem de Animais Silvestres - Cetas Tangara, no bairro da Guabiraba (Zona Norte do Recife), onde passarão por uma análise clínica, antes de retornarem à natureza.

A programação teve início com a Bênção Solidária dos Animais, conduzida pelo administrador paroquial da Igreja de Casa Forte, Padre Deyvson Soares. A CPRH participou do momento, recebendo animais silvestres e aproveitando para explicar a importância da entrega voluntária desses animais. “Celebrar a festa de São Francisco entregando animais silvestres para que retornem à natureza, é celebrar a vida. Nós avaliaremos as condições desses animais e os devolveremos ao seu habitat natural”, comentou o diretor de recursos florestais e biodiversidade da CPRH, Walber Santana. A CPRH continua a receber os animais silvestres na sua sede, localizada à rua Santana, 367, no bairro de Casa Forte e no Cetas Tangara (Estrada da Mumbeca, Km 8), no bairro da Guabiraba. O telefone para contato é o 3182 8905.

Frade Franciscano visita o Cetas Tangara

O Dia dos Animais também foi comemorado pela CPRH no Cetas Tangara onde, ao som do canto dos pássaros e o barulho dos papagaios que estão sendo cuidados para voltarem à natureza, o frade franciscano Frei William Oliveira, pároco da Igreja de Nossa Senhora do Rosário, no Pina (Zona Sul), conduziu um momento de reflexão sobre a importância da natureza, lembrando que somos todos responsáveis por cuidar da criação.

“Assim como a natureza nos encanta, que sejamos também nós encantadores uns dos outros, pelo amor que possamos dedicar à criação. Cuidar da natureza é cuidar das pessoas também”, comentou. Frei William abençoou os animais e as pessoas presentes no Cetas. “Francisco de Assis foi um grande defensor da vida. A todos ele chamava de irmãos. E escreveu isso poeticamente, no Cântico das Criaturas, que deve ser uma cantiga nos nossos corações, impulsionando-nos a sermos sempre do bem e a cuidarmos uns dos outros, como estamos presenciando, neste lugar, com estes animais.” complementou.

Núcleo de Comunicação Social e Educação Ambiental - NCSEA
Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH


0 comentários:

Postar um comentário