terça-feira, 24 de outubro de 2017

Codevasf participa de discussões sobre o Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF) na Paraíba

Fotos: MPPB

O Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF) foi a pauta de reunião técnica realizada nesta segunda-feira (23) no edifício-sede da Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público do Estado da Paraíba (MPPB), em João Pessoa. O encontro contou com a participação do presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Avelino Neiva. A abertura do evento foi realizada pelo procurador-geral de Justiça da Paraíba, Francisco Seráphico da Nóbrega Filho.

"A Codevasf tem acompanhado de perto e com entusiasmo a evolução desse grande empreendimento. Caberá a ela gestão, operação e manutenção da infraestrutura, faturamento, segurança, supervisão e elaboração de planos para deliberação do Conselho Gestor, entre outras atividades. A empresa será a operadora federal do sistema e tem se preparado para assumir essa responsabilidade de modo determinado e com profissionalismo", afirma o presidente da Companhia, Avelino Neiva.

Os representantes do Ministério da Integração Nacional – órgão responsável pelas obras do PISF –, Luitgards Moura, Elianeiva Odísio e Jimmu Ikeda, informaram no evento sobre o andamento das obras do Eixo Leste, que está operacional, com pendências residuais. Os especialistas disseram que a Paraíba é o estado beneficiado com a transposição que está em fase mais adiantada em relação às obras de infraestrutura.

"O Ministério da Integração, em 2017, priorizou o caminho das águas para atender o mais rápido possível a região de Campina Grande, tanto é que no início de abril a água chegou ao Açude Boqueirão. A previsão é que as obras sejam concluídas em março de 2018", disse Luitgard.

Acompanharam o presidente da Codevasf na agenda o diretor da Área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura, Marco Aurélio Ayres Diniz, e os assessores Elton Silva Cruz, Athadeu Ferreira e Allan Vinícius Barbosa.

Gestão e operação

Após a conclusão das obras do Projeto de Integração do São Francisco (PISF), caberá à Codevasf a operação do sistema implantado pelo Ministério da Integração Nacional.

O decreto presidencial Nº 8.207, publicado no Diário Oficial da União em 2014, além de ratificar o novo papel da Codevasf, delimita a chamada região de integração, determina a composição do conselho gestor que vai gerir o PISF e aponta as diretrizes das atribuições do conselho.

A Companhia vai receber a infraestrutura implantada pelo Ministério da Integração Nacional ao longo do projeto (canais, estações de bombeamento, equipamentos eletromecânicos etc.) para exercer as atividades de gestão, operação e manutenção do sistema.

Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional da Codevasf
Com informações do Ministério Público do Estado da Paraíba


0 comentários:

Postar um comentário