domingo, 1 de outubro de 2017

BBC divulga lista anual das mulheres de destaque no mundo: quem são as 9 brasileiras na relação?

A BBC está revelando sua lista de 100 mulheres inovadoras e inspiradoras de 2017 - e nove delas são brasileiras. MC Soffia, única representante da música brasileira no ranking da BBC (Foto: Divulgação)

Em sua quinta edição, porém, a iniciativa anual 100 Women resolveu mudar seu formato: em vez de 100 mulheres, a lista conta com apenas 60. As outras 40 posições serão ocupadas em outubro por mulheres que aceitarem o desafio de promover alguma mudança durante esta edição da série.

A série anual da BBC desta vez quer ajudar as mulheres a promoverem alguma mudança. Para isso, aceitamos sugestões dos leitores sobre soluções reais para problemas que fazem parte da vida das mulheres. Para participar, basta usar a hashtag #100Women nas redes sociais ou enviar uma mensagem para o perfil da BBC Brasil no Facebook com a sua ideia ou sugestão de mulher inspiradora ou inovadora.

Neste ano, algumas das mulheres na lista vão fazer parte do "Desafio das 100 Mulheres", realizado em quatro diferentes cidades nas quatro semanas de outubro com o objetivo de discutir alguns dos principais problemas envolvendo as mulheres ao redor do mundo.

Em quatro grupos diferentes, nossas selecionadas vão compartilhar suas experiências e criar formas inovadoras para enfrentar os seguintes desafios:

. O 'teto invisível' que impede mulheres de ascenderem na profissão - #TeamLead

. Analfabetismo feminino - #Teamread

. Assédio nas ruas - #Teamgo

. Sexismo no esporte - #Teamplay

As brasileiras têm forte presença na lista deste ano, com nove selecionadas, quase todas ligadas ao mundo esportivo.

Coincidentemente, o Rio de Janeiro foi a cidade escolhida para sediar o evento marcado para a última semana de outubro, focado no sexismo no esporte.

Confira as brasileiras da lista.

1. Adriana Behar

O que faz: Gerente-Geral de Planejamento e Relacionamento com as Confederações do Comitê Olímpico do Brasil (COB)

Idade: 48

Medalhista de prata no vôlei de praia nas Olimpíadas de Sydney (2000) e Atenas (2004), Behar dedica-se a fomentar o esporte desde 2011 como membro do Comitê Olímpico brasileiro (COB).

Frase: "Algumas pessoas querem que algo aconteça, outras desejam que aconteça, outras fazem acontecer", Michael Jordan, ex-jogador de basquete.

2. Claudianny Drika

O que faz: treinadora de futebol

Idade: 21

Drika não é qualquer treinadora de futebol: ela se dedica a ensinar o esporte a crianças da favela da Rocinha, no Rio de Janeiro. Por meio do esporte, inspira os mais jovens a alcançar seu verdadeiro potencial.

Frase:"Não tema a tormenta porque o sol sempre sai. Brilhe e mantenha-se forte como uma rocha que você vai aguentar tudo".
3. Soffia Gomes da Rocha Gregorio Correa (MC Soffia)

O que faz: música

Idade: 13

Apesar da pouca idade, MC Soffia dedica-se ao rap há sete anos, abordando temas importantes, como o empoderamento das jovens negras.

A paulistana alcançou fama internacional ao se apresentar na cerimônia de abertura das Olimpíadas do Rio 2016.

Frase: "Meu cabelo não é duro; duro é o seu preconceito!".

4. Maíra Liguori

O que faz: diretora de ONG

Idade: 37

Liguori comanda o Think Olga, uma ONG dedicada a empoderar as mulheres por meio de uma poderosa arma: a informação.

Frase: "O esporte é muito amplo para ser apenas reduzido a estar em forma e bonita. Faço exercício porque amo meu corpo e não porque o odeio, não porque seja um problema que precise ser consertado".

5. Fernanda Nunes

O que faz: remadora olímpica e blogueira

Idade: 36

Além de colecionar prêmios - já foi campeã brasileira, pan-americana, sul-americana e latino-americana de remo, Nunes é também blogueira e ativista, promovendo a igualdade de gênero no esporte.

Frase: "A força não vem com a capacidade física; vem com uma vontade indomável", Mahatma Gandhi.

6. Ana Luiza Santos de Andrade

O que faz: estudante e jogadora de futebol

Idade: 12

Aos quatro anos, Andrade começou a jogar futebol e, desde então, sonha com o momento em que as meninas e os meninos joguem o esporte pelos quais são apaixonados em igualdade de condições.

Frase: "Nunca abandone seus sonhos".

7. Luiza Travassos

O que faz: estudante e jogadora de futebol

Idade: 13

Desde pequena, Travassos joga futebol e sonha em se tornar jogadora profissional, assim como ver o esporte prosperar. Enquanto isso, estuda e escreve um blog para a emissora ESPN, no qual fala de seu cotidiano e de sua paixão por futebol.

Frase: "O futebol é para todos sem distinção de gênero. Eu jogo como uma menina e sou orgulhosa disso".

8. Beatriz Vaz e Silva (Bia Vaz)

Função: jogadora de futebol e treinadora

Idade: 32

Ex-jogadora Seleção Brasileira de futebol feminino, Vaz continua atuando como jogadora profissional (no ano passado ganhou o Brasileirão com o Flamengo). Além disso, divide-se também entre as funções de treinadora e ativista pelos direitos das mulheres no esporte.

Frase: "Desistir? Eu já pensei seriamente nisso, mas nunca me levei realmente a sério. É que tem mais chão nos meus olhos do que cansaço nas minhas pernas, mais esperança nos meus passos do que tristeza nos meus ombros, mais estrada no meu coração do que medo na minha cabeça", Cora Coralina (escritora brasileira)

9. Nora Rónai

Nascida em Fiume, na Itália, cidade que hoje faz parte da Croácia, Rónai mudou-se para o Rio de Janeiro quando sua terra natal foi devastada pelo governo fascista de Mussolini.

Como judia, foi impedida de frequentar a escola. No Brasil, tornou-se arquiteta, casou-se com o filólogo, tradutor e escritor Paulo Rónai e teve duas filhas, Cora Rónai, jornalista, e Laura Rónai, musicista e crítica. Nora sempre gostou de nadar. Em agosto de 2014, ganhou seis medalhas de ouro no Campeonato Mundial de Masters em Montreal, Canadá.

No mesmo ano, lançou dois livros. O primeiro, O Roubo da Varinha de Condão e Outras Histórias, é uma coletânea de contos infantis, baseados nas histórias que contava para suas filhas e netas quando eram crianças. O segundo, Memórias de Um Lugar Chamado Onde, é uma autobiografia, onde narra parte de sua infância na Europa e a vinda de sua família ao Brasil, fugida da guerra.

Frase: Não sou inspirada por frases, estou vivendo, quando algo acontece nadar me alivia. Não preciso de inspiração para viver. Eu vivo.

Confira a lista completa da BBC 100 Women em inglês.

BBC Brasil


0 comentários:

Postar um comentário