segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Veja quem são os mortos do grupo de dança vítimas da tragédia da BR-101 no ES

Gabriel Degen Couto e Marilia Rodrigues Alves estavam noivos desde 4 de setembro. Os dois eram fisioterapeutas. 
Fabiana de Carvalho Litting Merscher e o filho Luis Fabiano. Fabiana era casada com o técnico de atendimento Anderson Merscher, que foi socorrido e está na UTI. 
Nandeiara Kliper Martins era de Manhuaçu e morava em Domingos Martins.
José Ronaldo Martins era auxiliar de laboratório, casado com Bruna Mitzel, que também estava no micro-ônibus e foi socorrida na Santa Casa. Bruna já foi liberada, segundo o Gazeta Online.
Karini Santana Wetter era estudante. Um amigo fez um post falando da morte dela no acidente.
Pedro Lucas Saar Dias, nascido em Afonso Cláudio, era modelo fotográfico
Suzana Maria Herbst era auxiliar de uma creche municipal de Domingos Martins.
Vanderlir Müller Estevam era motorista do micro-ônibus da empresa Vix Logística, que levava o grupo de dança.

Nove dançarinos do grupo folclórico de dança Bergfreunde, de Domingos Martins, no Espírito Santo, o motorista que dirigia para eles e o filho de uma dançarina morreram em um grave acidente ocorrido na BR-101, no Sul do estado, neste domingo (10). Eles voltavam de uma apresentação em Minas Gerais, em um micro-ônibus que pegou fogo após uma colisão. Nove pessoas foram socorridas.

Todos os corpos já estão no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória na manhã desta segunda-feira (11). Eles foram trazidos para facilitar o processo de identificação. Familiares começam a chegar para fazer a liberação e passam por atendimento psicológico no auditório do prédio da Polícia Civil, próximo ao local.

Vídeo mostra última apresentação de dançarinos que morreram em acidente na BR-101

Oito corpos estão carbonizados e possivelmente vão precisar passar por exame de DNA para serem liberados, segundo o secretário da Segurança Pública, André Garcia. Os resultados demoram em média 15 dias para ficarem prontos, mas a expectativa é de que os corpos possam ser reconhecidos em prazo menor.

Uma lista preliminar divulgada pela polícia fez com que fosse possível encontrar informações sobre as vítimas no Facebook, onde há lamentações de familiares e amigos. Alguns perfis foram transformados em memoriais. O acidente gerou comoção entre os moradores da cidade, que fica na região Serrana do estado.

G1 ES


0 comentários:

Postar um comentário