sábado, 23 de setembro de 2017

Polícia desarticula quadrilha envolvida na morte do ex-prefeito de Pedro Alexandre-BA e de políticos na BA, SE e PE

Ex-prefeito Petrônio Gomes foi assassinado a tiros na feira-livre da cidade no dia 30 de 2016, às vésperas das eleições municipais. Três meses após sua morte, o irmão Pedro Gomes foi eleito prefeito de Pedro Alexandre. (Foto: Divulgação)

A polícia apreendeu armamento pesado com a quadrilha (Foto: Divulgação/SSP-BA)


De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), uma quadrilha responsável por diversos homicídios na Bahia, Sergipe e Pernambuco foi desarticulada ontem (22) durante operação integrada entre as polícias militares e civis da Bahia e de Sergipe. Com o grupo, que se escondia na cidade de Pedro Alexandre-BA (distante 107 km de Paulo Afonso) foram apreendidos um fuzil AR15, uma espingarda calibre 12 e duas pistolas.

As equipes prenderam em flagrante Cleciano Vieira Santos, o ‘Gordo’, 34 anos, Adomarcos Silva Souza, mais conhecido como ‘Donga’, 37, e Adagilson Nunes de Jesus, 48. O homicida Úilson Gonçalves de Souza reagiu à abordagem, foi atingido e não resistiu aos ferimentos.

Na Bahia o grupo é investigado pela morte do ex-prefeito do município de Pedro Alexandre, Petrônio Pereira Gomes, e da tentativa de homicídio contra o vice-prefeito Tonho de Zezinho, que teve o carro alvejado por mais de 60 tiros. Ele reconheceu os autores.


Ainda de acordo com a SSP-BA, em Sergipe eles são suspeitos da morte do presidente da câmara do município de Carira, Jailton Martins de Carvalho, conhecido como Jailton do Preá e do assassinato do ex-vereador Claudeir dos Santos, conhecido como Pinho de Santa Rosa, morto em março deste ano, na cidade de Poço Redondo.

Em solo pernambucano eles são suspeitos de praticarem homicídios e tentativas também contra políticos.

Pela Bahia atuaram na operação militares da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Nordeste e policiais civis do Departamento de Polícia do Interior (Depin).

Blog de Ozildo Alves


0 comentários:

Postar um comentário