quinta-feira, 7 de setembro de 2017

PF demorou 14 horas para contar dinheiro atribuído a Geddel Vieira Lima (vídeo)


Malas e caixas de dinheiro vivo foram encontradas pelos agentes da Polícia Federal em apartamento em Salvador, que tem ligação com Geddel. PF usou sete máquinas e levou quase o dia inteiro para terminar contagem dos valores

Poucos minutos antes da meia-noite desta quarta-feira (6/9), a Polícia Federal (PF) terminou a contagem de dinheiro em espécie encontrado em um apartamento em Salvador (BA) que é investigado como o 'bunker' do ex-ministro Geddel Vieira Lima. Depois de 14 horas, usando sete máquinas, a PF chegou ao valor de pouco mais de R$ 51 milhões (R$ 51.030.866,40) - uma parte em dólares -, a maior apreensão de dinheiro vivo já feita pelo órgão. Imagem divulgada pela PF mostrou o dinheiro separado em vários sacos brancos, em fileiras no chão. De um lado, embalagens com reais, e de outro, as com dólares.

Enquanto o país acompanhava os desdobramentos da Operação Lava-Jato no Rio de Janeiro, era em um imóvel vazio na Rua Barão de Loreto, no bairro da Graça, área nobre de Salvador, que policiais se deparavam com várias caixas de papelão e malas abarrotadas de dinheiro. De acordo com a polícia, os valores apreendidos foram transportados a um banco, onde foi contabilizado. A previsão é de que este dinheiro seja depositado em conta judicial.


A investigação mira o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), que ocupou a Secretaria de Governo no início do governo Temer. Os milhões em cédulas foram armazenados na residência que teria sido emprestada a ele por um homem identificado como Silvio Silveira, um corretor de imóveis, para que Geddel guardasse os pertences do pai, já falecido. Hoje, Geddel cumpre prisão domiciliar sem tornozeleiras eletrônicas na capital baiana.

O Residencial da Silva Azi foi entregue em janeiro pela construtora Azizune Construções e Incorporações e ainda tem apartamentos à venda. O imóvel com três quartos e uma suíte está sendo vendido por R$ 600 mil.


0 comentários:

Postar um comentário