quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Petrolândia/Tacaratu: Missa de 1 ano em memória da professora Marlene Ferraz é celebrada hoje na Igreja de São Francisco de Assis


Professora Marlene e Maxwell, alfabetizado por ela em Braille e Libras, aluno da Escola de Jatobá (Fotos: Assis Ramalho/Arquivo BlogAR)

Marlene e Breno Vitor Ramalho, no Centro Beethoven de Educação Especial

Às 19h30 desta quinta-feira (14), familiares e amigos da professora Marlene Ferraz Carneiro Leão Duque, falecida no dia 16 de setembro do ano passado, reúnem-se na Igreja de São Francisco de Assis, em Petrolândia, para a celebração da missa de 1 ano em memória da educadora. 

Professora do Atendimento Educacional Especializado (AEE) em Tacaratu e Petrolândia, onde lecionou na Escola de Jatobá e no Centro Beethoven, a professora Marlene deu o melhor exemplo de educação inclusiva e seu potencial para a independência de cegos-surdos.

Mês em que são celebrados do Dia Mundial das Línguas de Sinais (10), Dia Nacional do Surdo (26) e Dia Internacional do Surdo (30), sem a professora Marlene em Tacaratu e Petrolândia, o Setembro é menos Azul.

Notícias relacionadas

Redação do Blog de Assis Ramalho


0 comentários:

Postar um comentário