quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Petrolândia: Consultor do Santa Cruz FC e Câmara Municipal acertam detalhes do convênio da Academia Guerreiros Corais com a Prefeitura



O Presidente da Câmara Municipal de Petrolândia, Delano Santos, recebeu em seu gabinete, na última quinta-feira (14), o Consultor de Novos Projetos do Santa Cruz Futebol Clube e Coordenador Geral da Academia de Futebol Guerreiros Corais, Renan Guedes. O objetivo do encontro foi ajustar os detalhes do convênio entre a Prefeitura de Petrolândia e o Santa Cruz Futebol Clube, com a finalidade de formação de atletas do município. O projeto foi aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal, em audiência pública realizada no dia 06 deste mês, com a participação de representantes de escolinhas de futebol da cidade.

Além do presidente da Câmara, participaram da reunião os vereadores Dedé de França, Evaldo Nascimento, o professor de Educação Física Airton e o Diretor de Esportes da Prefeitura de Petrolândia, Rosivaldo Castor.

De acordo com o Presidente da Câmara, Delano Santos, o projeto de convênio será firmado pela prefeita Janielma Souza, em nova reunião com Renan Guedes.

''Tudo está bem encaminhado. O projeto já passou pela Câmara e deverá ser assinado, nos próximos dias, pela prefeita Jane. Sem dúvidas nenhuma, o projeto vai ser assinado '' disse Delano.

Nossa reportagem conversou com Renan Guedes, que explicou detalhes da parceria com o Município.

''A gente teve conversa com vários outros municípios para expandir esse projeto [Academia de Futebol Guerreiros Corais], mas a gente ficou impressionado com a estrutura que existe aqui no município de Petrolândia. Tanto o Estádio Municipal quanto a orla da cidade têm toda uma estrutura e um espaço esportivo de grande qualidade. Então, a ideia nossa é expandir o Santa Cruz para o interior, e não ficar voltado somente para a capital, e Região Metropolitana. A ideia é partir de que o Clube, de fato, proponha uma atividade esportiva de futebol de qualidade para crianças a partir de 11 a 17 anos, para que a gente possa avaliar potenciais de atletas de futebol, como também fazer com que o esporte ensine a esse jovem questões sociais e educacionais''.

Renan Guedes diz que Airton Magalhães será o preparador físico e também atuará como treinador do projeto em Petrolândia.

''A ideia do Clube é pegar um profissional formado em Educação Física, que já dá um embasamento teórico e prático, e com isso fazer atividades nas terças e quintas-feiras. Nosso treinador aqui em Petrolândia vai ser Airton Magalhães, formado em Educação Física, um excelente profissional, e que vai ter capacitações a mais, para que ele possa desenvolver atividades de qualidade. Os profissionais que vão capacitar ele são profissionais que estudaram fora do país, que têm certificação da CBF [Confederação Brasileira de Futebol]. Enfim, a gente quer fazer uma capacitação de qualidade''.

Alunos vão pagar mensalidades e haverá bolsa para as crianças mais carentes, selecionadas pela Prefeitura.

''O Santa Cruz é um clube do povo, que valoriza a questão de pessoas de diferentes classes sociais. O clube sempre foi assim, desde sua origem, de trabalhar com pessoas de baixa aquisição até as de maiores condições. Então, vai ter uma parte [de alunos] que vai pagar mensalidades, porque existe um cunho financeiro, também. E vai existir bolsas que serão dadas pelo município. Essa bolsas serão, de preferência, para crianças com poucas condições financeiras e que estejam estudando. A escolha desses bolsistas vai ser dialogada com o Poder Executivo do município''.

Renan Guedes diz que, em dezembro deste ano, todos os garotos que estiverem fazendo parte do projeto irão participar de um evento de avaliação técnica no Estádio do Santa Cruz [Arruda], em Recife.

''A gente vai ter ações, por exemplo, em dezembro no Arruda [Estádio José do Rego Maciel], e já vamos levar essas crianças para o Arruda, para fazer atividades esportivas. Os meninos que despontarem, mostrarem um talento esportivo maior, o clube vai fazer uma seleção específica destes garotos. Mas a gente não quer levar esses meninos logo cedo para o clube, porque entendemos que é muito importante o convívio familiar. Vamos acompanhar eles aqui em Petrolândia e, sempre que tiver eventos, como é o caso deste em dezembro, a gente leva eles para participar", finalizou Renan Guedes.

Também conversamos com o treinador e preparador físico, Airton Magahlhães. Ele vai estar à frente do projeto com os jovens atletas de Petrolândia.

''É uma oportunidade grande que eu estou tendo de mostrar o meu trabalho, é assim que eu estou encarando. Eu sou formado em Educação Física pela Faculdade Sete de Setembro, onde tive a oportunidade de conhecer o Renan, e agora estou tendo esta oportunidade de poder mostrar o meu trabalho dentro do meu município. Ser preparador físico dentro de Petrolândia e representar o Santa Cruz aqui no município é um orgulho muito grande.

Airton fala dos seus trabalhos no município de Petrolândia e de projetos na carreira.

Aqui em Petrolândia eu já tive a oportunidade de trabalhar dentro do programa AABB Comunidade, onde fui professor de Educação Física por três anos. Hoje, eu trabalho em Jatobá [município vizinho a Petrolândia], com treinamentos específicos para adultos e para idosos. Também trabalho na Secretaria do Estado da Bahia (em Paulo Afonso) e  já estou me preparando para a pós-graduação em Treinamento Esportivo. Também já estou adiantando a questão do bacharelado em Educação Física e, provavelmente, a partir deste projeto do Santa Cruz, vou me especializar com os cursos da CBF.

Conversamos ainda com o diretor de Esportes da Prefeitura, Rosivaldo Castor, que acompanhará o projeto.

''Eu me sinto honrado em fazer parte deste processo. Conversamos com os vereadores e foi muito bom a presença de Renan, que veio explicar como vai funcionar o projeto. Eu, que tenho uma escolinha de futebol há 23 anos, eu percebo que hoje a gente tem uma realidade onde os nossos jovens vão ter essa oportunidade de fazer esse trabalho de especificação. Não é só levantar o sonho de ser um jogador profissional em si, mas se não for colocado como jogador profissional, que exista um trabalho de cidadania, para formar o cidadão''.

Rosivaldo fala como vai ser a escolha dos bolsistas.

''Essa etapa da conversa com os vereadores, foi mais uma etapa que foi vencida. Era preciso que houvesse esse esclarecimento, eu concordo com eles, e agora vamos ver como vai ser a parte jurídica, para a assinatura do convênio. Com relação às bolsas, nós teremos critérios no sentido desde a questão do potencial atlético para o futebol como também para pessoas de baixa renda, que não tenham condições financeiras, porque serão cobradas mensalidades dos demais atletas. Nós queremos fazer um processo de escolha justa, mas, de preferência que seja de alunos da rede municipal, porque aí você vai ver a questão do aluno que tem presença, que tem boas notas, boa disciplina na escola, mas que seja algo transparente, para que todos possam entender que a escolha foi feita da melhor forma possível'', finalizou Rosivaldo Castor.

Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos: Assis Ramalho


0 comentários:

Postar um comentário