quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Nos Jogos Escolares Curitiba 2017, ONU Mulheres incentiva empoderamento de meninas pelo esporte

Na competição, ONU Mulheres apresenta programa Uma Vitória Leva à Outra, realizado em parceria com o Comitê Olímpico Internacional e o Comitê Olímpico Brasileiro. Atividades lúdicas incentivam prática esportiva para meninas (Foto: ONU Mulheres/Ana Lúcia Monteiro)

Os Jogos Escolares da Juventude Curitiba 2017, iniciados na última terça-feira (12/9), reúnem jovens atletas de 12 a 14 anos no ginásio do Círculo Militar, em Curitiba (PR). Jovens de todo o Brasil estão em busca de medalhas no atletismo, badminton, ciclismo, judô, ginástica rítmica, luta olímpica, natação, tênis de mesa e xadrez.

No intervalo das competições, a igualdade de gênero é um dos temas de mobilização de estudantes e público em geral na área de convivência, em ação organizada pela ONU Mulheres. O programa Uma Vitória Leva à Outra, realizado pela ONU Mulheres em parceria com o Comitê Olímpico Internacional, Comitê Olímpico Brasileiro, Always e Women Win, está promovendo interação esportiva, ações lúdicas e distribuição de material promocional sobre o empoderamento de meninas pelo esporte. Desenvolvido desde 2016, no Rio de Janeiro, o programa Uma Vitória Leva à Outra cria espaços seguros para que meninas de 10 a 14 anos possam praticar esportes e adquirir habilidades para a vida.

Este é o terceiro ano consecutivo que a ONU Mulheres participa dos Jogos Escolares, como desdobramento da parceria global com o Comitê Olímpico Internacional no âmbito da Agenda Olímpica para 2020 e de adesão do presidente do COI ao movimento ElesPorElas (HeForShe).

Estudantes no esporte – A cada ano, os Jogos Escolares contam com a participação de mais escolas e municípios de todo país. O projeto dá a oportunidade de jovens de locais distantes dos grandes centros competirem em um evento de abrangência nacional e com rigorosos padrões de organização.

Campeões olímpicos como Sarah Menezes, do judô, mundiais, como a também judoca Mayra Aguiar, atletas como Raul Togni Neto, o Raulzinho (hoje na NBA); Rosamaria Montibeller e Drussyla, da seleção feminina de vôlei; Ana Cláudia Lemos, Rosângela Santos, Geisa Arcanjo e Darlan Romani, do atletismo; Samira Rocha, do handebol; Emanuelle Lima, da GR; Hugo Calderano, do tênis de mesa, e até uma medalhista em Jogos Paralímpicos – Bruna Alexandre, também do tênis de mesa – já passaram pelos Jogos Escolares da Juventude.

Os Jogos Escolares da Juventude Curitiba 2017 são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), correalizados pelo Ministério do Esporte e Grupo Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio da Estácio, da Prefeitura de Curitiba e do Governo do Estado do Paraná.

ONU Mulheres com informações do COB


0 comentários:

Postar um comentário