sábado, 9 de setembro de 2017

Mulheres superam deficiência visual em curso de automaquiagem

4ª edição do projeto Muito Além da Beleza ensina participantes cegas e com baixa visão a usar pincéis, aplicar maquiagem e cílios postiços (Foto: Celina Germer)

Lançado com pioneirismo no Brasil pela rede Jacques Janine e pela Laramara – Associação Brasileira de Assistência à Pessoa com Deficiência Visual, o projeto Muito Além da Beleza, iniciativa social que ensina automaquiagem para mulheres cegas e com baixa visão, chega à 4ª edição em São Paulo. Com mais 45 alunas formadas, o curso oferece aulas teóricas e práticas para valorizar a diversidade e melhorar a autoestima das participantes.

Coordenado pela maquiadora e consultora de imagem do Jacques Janine, Chloé Gaya, e por um time de makeup artists voluntárias da marca, a ação será promovida às quartas-feiras, até 27/9, das 9h às 11h, na sede da Laramara (rua Conselheiro Brotero, 338, Barra Funda), zona oeste da capital. Dividido em cinco módulos, o curso ensina gratuitamente técnicas específicas desde a preparação da pele, passando pelas funções dos produtos, a combinação de cores, até truques de como delinear os olhos e aplicar cílios postiços.

Segundo Chloé, o projeto Muito Além da Beleza trouxe uma nova perspectiva sobre a relação da mulher com deficiência e sua identidade, pois faz um convite ao autoconhecimento e à valorização da sua própria beleza. “Quando vemos a felicidade das participantes ao aprender os segredos para independência na maquiagem, é gratificante e enriquecedor. Queremos enaltecer a importância da participação dessa parcela da população na sociedade, desmitificando estigmas e preconceitos”, esclarece.
Experiência com as pontas dos dedos:

A primeira aula do projeto começa com o exercício de mapear o próprio rosto para identificar os traços por meio da experiência tátil, o que contribui para a adaptação das técnicas de maquiagem aplicadas durante as aulas. Desta forma, as participantes entendem qual é a região correta para o uso do blush ou o limite que a sombra pode chegar ao côncavo

Para facilitar a compreensão e a diferenciação dos cosméticos e dos pincéis, os produtos são identificados em braille, sistema de leitura e escrita dos cegos, e com legendas ampliadas para quem tem baixa visão. Nesta ação, a iniciativa conta com o patrocínio da Vult Cosméticos, que doou os itens de make, e o apoio da KISS New York, empresa responsável por oferecer cílios postiços e cola.

Sobre a Laramara:

Em seus quase 25 anos de existência, a Laramara ganhou reconhecimento nacional e internacional por seus projetos voltados ao desenvolvimento de crianças, jovens, adultos e idosos com deficiência visual no Brasil e na América Latina. Nesse período, assistiu a mais de 11 mil famílias, oferecendo apoio no processo de independência e autonomia nas atividades cotidianas. Também é referência na luta pela inclusão e participação social dessa importante parcela da população. Para apoiar os projetos da Laramara, basta entrar em contato pelo site www.laramara.org.br ou pelo telefone (11) 3660-6412.

Sobre o Jacques Janine:

Fundado em 1958 pelo casal francês Jacques e Janine Goossens, o Jacques Janine é primeira rede de salões de beleza da América Latina. Atualmente, a rede possui 62 unidades espalhadas em 8 estados brasileiros - São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Bahia e Pernambuco - que reúne equipes treinadas com excelência no atendimento, e preza pela qualidade dos produtos utilizados e nos serviços diferenciados. A rede de salões Jacques Janine realiza mais de 2 milhões de atendimentos por ano, o que já lhe rendeu reconhecimento nacional e internacional. Hoje, a marca está entre as empresas mais sólidas e rentáveis do Brasil, sendo reconhecida com prêmios do segmento.

Tacla Consultoria de Comunicação


0 comentários:

Postar um comentário