sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Médicos retiram sedação e apresentador da TV Asa Branca realiza movimentos, diz boletim

 
Novidades do quadro de saúde de Alexandre foram apresentadas em coletiva de imprensa (Foto: Eri Santos/TV Asa Branca)

Na tarde desta sexta-feira (22) foi divulgado o novo boletim médico com o estado de saúde de Alexandre Farias. A sedação foi retirada e o jornalista apresentou o que os médicos chamam de "movimentos de localização".

O neurocirurgião Ronaldo Menezes explicou como são feitos estes movimentos. "Nós realizamos um estímulo e ele localizou este estímulo com algum membro. Isso faz com ele ganhe pontuação nessa escala de coma. É algo positivo", detalhou.

Os médicos ainda ressaltaram que o apresentador vem evoluindo de forma satisfatória, dentro da gravidade do estado. "Isso nos faz ter boas perspectivas para a evolução futura dele", disse o diretor clínico do Hospital da Unimed, Guilherme Delduque.


A expectativa é que os efeitos dos sedativos saiam do corpo de Alexandre em três ou quatro dias. O apresentador ainda foi avaliado por um oftalmologista, mas os exames devem ser complementados na tarde desta sexta.

O boletim médico também ressaltou que as tomografias realizadas mostram boa resposta ao procedimentos cirúrgicos, e que o "edema reduziu bastante". O jornalista deve passar por uma traqueostomia, que visa proteger as cordas vocais.

Entenda o caso

O apresentador do ABTV 2ª edição, da TV Asa Branca, foi vítima de uma bala perdida na noite do sábado (16) no bairro Alto do Moura, em Caruaru. O ator e jornalista tinha apresentado o telejornal e, quando saiu, foi jantar em um supermercado da cidade.

Ele ia para a casa dele quando foi atingido por um disparo na cabeça. De acordo com informações da Polícia Militar, assaltantes estavam em um carro roubado quando houve perseguição e troca de tiros.

Na fuga, os bandidos ainda atropelaram os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que estavam em uma ocorrência no local. Uma das auxiliares de enfermagem foi atingida. Alexandre Farias foi socorrido em estado grave para o Hospital Regional do Agreste (HRA) e em seguida transferido para hospital Unimed, também em Caruaru.


Um dos suspeitos de participar do tiroteio que atingiu Alexandre "era integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC) do Rio Grande do Norte", conforme informou o chefe da Polícia Civil em Pernambuco, Joselito Amaral.

A informação foi divulgada durante coletiva de imprensa na manhã da terça-feira (19) em Caruaru, no Agreste. O homem de 34 anos foi morto durante um confronto com a polícia na tarde da segunda (18). No total, quatro criminosos foram presos.

G1 Caruaru


0 comentários:

Postar um comentário