sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Livro sobre estudos e práticas de recuperação da Caatinga é lançado neste sábado na 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas


Foto: Sidney Gouveia

Os estudos teóricos, as práticas e as vivências em recuperação de áreas degradadas ganham mais uma importante contribuição com o lançamento do livro “Restauração na Caatinga”, uma publicação organizada pelo Centro de Recuperação de Áreas Degradadas do Baixo São Francisco, da Universidade Federal de Alagoas (Crad/Ufal). O centro foi implantando a partir de investimento do governo federal, por meio da Codevasf, como ação do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. O lançamento do livro acontece neste sábado (30), às 19h, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, em Maceió (AL), durante a programação da 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas.

A obra foi organizada pelos professores da Ufal José Vieira Silva e Flávia de Barros Prado Moura, respectivamente coordenador e vice-coordenadora do Crad/Ufal do Baixo São Francisco. A publicação está dividida em doze capítulos, organizados em três partes. A primeira trata do semiárido e da sua restauração, traz uma descrição geral do bioma caatinga, discute os desafios para restauração de terras secas e interações positivas na restauração da caatinga, realizando uma abordagem sobre os índices de ocorrência de seca no semiárido brasileiro.


Na segunda parte do livro, os autores apresentam análises de experimentos técnico-científicos de campo realizados em Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Já na terceira parte, são apresentadas e analisadas práticas de restauração participativa a partir de aspectos vivenciais de dois projetos de restauração executados na Bahia e em Pernambuco, que contaram com a participação ativa de comunidades rurais.

Segundo o professor José Vieira, o livro é resultado de trabalhos de pesquisa realizados em estados da região Nordeste e vem ocupar um espaço em que há poucas publicações sobre recuperação de áreas degradadas. “Há uma escassez de bibliografia na área de recuperação de áreas degradadas, especialmente sobre a caatinga. O pouco que temos está disperso sem uma publicação mais concentrada que aborde o tema em profundidade. Isso tem a ver com a pouca atenção que os órgãos de pesquisa e os fomentadores têm dado ao tema. Com essa publicação, estamos tentando amenizar essa escassez”, afirmou o coordenador do Crad/Ufal Baixo São Francisco.

Crad/Ufal Baixo São Francisco

O Crad/Ufal é um centro de pesquisa e extensão que envolve pesquisadores da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e da Universidade Federal de Sergipe (UFS), atuando em projetos de recuperação de áreas degradas, desenvolvendo pesquisa e promovendo a formação de pessoas.

O centro integra as ações do Plano de Desenvolvimento Florestal Sustentável da Bacia do Rio São Francisco (PDF – São Francisco), sob responsabilidade do Programa Nacional de Florestas (PNF), com colaboração da Codevasf e do Ministério do Meio Ambiente (MMA). É parte do Programa de Revitalização da Bacia do Rio São Francisco.

Codevasf


0 comentários:

Postar um comentário