segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Jatobá: Comunidade católica apoia manifesto de famílias ameaçadas de serem retiradas dos Sítios Sítios Bem Querer de Baixo, Bem Querer de Cima, Caldeirão e Caxiado




No 28 deste mês, o município de Jatobá, no Sertão de Pernambuco, vai completar 21 anos de emancipação política, mas cerca de 300 famílias não vão ter o que comemorar, pois correm o risco de deixar as terras onde vivem. Na manhã desta segunda-feira (18), uma passeata foi realizada no centro da cidade para protestar contra determinação judicial que exclui dos Sítios Bem Querer de Baixo, Bem Querer de Cima, Caldeirão e Caxiado as famílias consideradas de "não índios". O manifesto foi convocado pela comunidade católica.  

"Nós nunca achamos que as coisas ruins acontecerão ao nosso redor, mas o município vive hoje dias difíceis. É triste ver pessoas amigas correndo o risco de deixarem sua terra, seu lugar de origem. São 300 famílias sendo injustiçados nos seus direitos. A manifestação de hoje foi para reivindicar isso e pedir uma posição do Poder Executivo. Dia 28, Jatobá fará 21 anos de emancipação e não terá o que festejar, se quatro comunidades estão prestes a deixarem seu território. Pedimos em oração que o Judiciário reveja essa decisão de forma justa. Somos herdeiros e não posseiros", resume Marilene Marques.

"Por determinação judicial, esses moradores terão que deixar suas terras, onde [suas famílias] residem desde que nasceram, há mais de 300 anos. Ao desocupar suas casas, eles não terão para onde ir. Diante dessa situação critica, que fere a dignidade humana, não podemos como irmãos em Cristo nos calar. Como diz o Papa Francisco: 'Nenhuma família sem casa. Nenhum camponês sem terra. Nenhum trabalhador sem direito', conclui Marilene. 


Redação do Blog de Assis Ramalho
Com informações e fotos de Marilene Marques


0 comentários:

Postar um comentário