sábado, 23 de setembro de 2017

Importância das sementes crioulas e fortalecimento da agricultura familiar são debatidos no Seminário Territorial em Triunfo-PE

Foto: Débora Britto

A importância da valorização das sementes crioulas para a agricultura familiar é o mote do Seminário Territorial, que começou ontem (22) e termina neste sábado (23), em Triunfo, no Sertão Central de Pernambuco. A iniciativa é da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais na Agricultura (Contag), em parceria com a Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Pernambuco (Fetape), e conta com o apoio do Senar.

O Seminário objetiva estimular o processo de valorização dos saberes locais e a troca de sementes crioulas, como estratégia para fortalecer e divulgar a importância do resgate e preservação da agrobiodiversidade na agricultura familiar de Pernambuco. Participarão da atividade 75 agricultores e agricultoras familiares, guardiões e guardiãs de sementes, profetas da chuva, técnicos e técnicas, prestadoras de serviços de assistência técnica e representantes dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do estado.

Para Adimilson Nunis, diretor de Política Agrícola da Fetape, a importância de realizar esse Seminário em Pernambuco está na possibilidade de valorizar as experiências de muitos agricultores e agricultoras, que já estão cultivando a partir de suas sementes crioulas, e poder multiplicar essas experiências. “Aprofundar esse tema significa discutir também a segurança alimentar, a resistência aos transgênicos e a luta por uma agricultura familiar forte”, disse.

Na agenda de trabalho, estão previstas uma pesquisa para o levantamento de informações básicas sobre sementes; a formação de um banco de dados; e a discussão de estratégias para a multiplicação das espécies em risco de desaparecimento. Haverá, ainda, uma grande feira de troca de sementes entre os/as participantes da atividade.

Adimilson Nunis explica que o seminário não se finalizada nele mesmo. “O que queremos é fortalecer a identidade das sementes crioulas de Pernambuco. Com o aprofundamento dessa temática, agricultores e agricultoras se fortalecem e conseguem se contrapor com mais força a política do agronegócio”, ´pontuou.

Assessoria de Imprensa Fetape


0 comentários:

Postar um comentário