sábado, 9 de setembro de 2017

Câmara de Vereadores terá que fazer concurso público e demitir comissionados em Serra Talhada, PE


O presidente da Câmara Municipal de Serra Talhada (CMST), Nailson Gomes, do PTC, está acuado diante a pressão imposta pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

Com gastos em torno de R$ 90 mil só com cargos comissionados, o legislativo foi orientado a evitar novas contratações temporárias e, dentro de 60 dias, enviar ao MPPE um cronograma de concurso público.

Mas, o Ministério Público não se limitou a esta decisão. Em até 90 dias, Nailson Gomes terá que realizar licitação para contratar a empresa que vai coordenar o certame e, em até 180 dias, o concurso público na Câmara de Vereadores deverá ser realizado.

Farra


Neste primeiro semestre, a Casa Joaquim de Souza Melo desembolsou cerca de R$ 657 mil só para pagamento dos comissionados e contratados.

O curioso é que no site da Câmara não há uma relação nominal dos servidores contratados, segredo mantido a sete chaves, diferente da Prefeitura de Serra Talhada, que em seu site mantém disponível o nome de todos os ocupantes de cargos comissionados.

Farol de Notícias


0 comentários:

Postar um comentário