segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Secretaria de Habitação fará novas entregas no Estado

O anúncio foi feito pelo secretário Kaio Maniçoba, nesta segunda, em cerimônia que marcou retomada de obras no município de Água Preta, na Mata Sul (Foto: Thamires Ferreira/SecHab-PE)

"Nos próximos 90 dias, entregaremos cerca de duas mil casas no Estado". Foi o que garantiu em seu discurso o secretário estadual de Habitação, Kaio Maniçoba, em cerimônia realizada pelo Ministério das Cidades, esta segunda (14/08), que assegurou a reforma de 252 unidades habitacionais na Mata Sul. A retomada das obras no município de Água Preta é a primeira de uma série que será anunciada pela pasta em parceria com a Caixa Econômica Federal (CEF) e o Ministério das Cidades.

Os conjuntos habitacionais Barra D´Ouro I e II foram concebidos pela Caixa Econômica Federal (CEF) durante a Operação Reconstrução, em 2010, com objetivo de atender a população prejudicada pela cheia que atingiu a Mata Sul naquele ano. O empreendimento, que contou com o investimento de R$ 60 milhões do Governo do Estado, tem 2.159 unidades que foram entregues em 2015, mas 252 unidades foram invadidas e depredadas. “O Governo do Estado tem feito investimentos gigantescos na Mata Sul. O olhar do governador Paulo Câmara tem se voltado para a necessidade habitacional do Estado e a gente tem tirado essa missão do papel, recolocando essas casas para serem construídas ou para serem retomadas em todas as cidades da região e de todo o Estado”, afirmou o secretário. A obra de reforma dessas unidades tem previsão de ser finalizada no primeiro semestre de 2018.
Dentre o montante investido no Estado, foram realizadas desapropriações e serviços de infraestrutura e terraplanagem, necessários para a implantação das moradias que já beneficiaram mais de 8 mil pernambucanos da região. A reintegração de posse das moradias invadidas aconteceu em 2016, ano em que a CEF iniciou os trâmites para a retomada do contrato. O valor correspondente a essas unidades e os serviços realizados na área para a construção das moradias é de cerca de R$ 7,3 milhões.

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, lembrou que as casas devem ser entregues aos beneficiários do Minha Casa Minha Vida e anunciou a suplementação de R$ 5,25 milhões em recursos para a retomada de obras das unidades que foram depredadas.

MAIS NÚMEROS – O Governo de Pernambuco, em parceria com o Governo Federal, entregou, desde 2010, somente na Zona da Mata Sul, 3.935 moradias e 1.573 unidades habitacionais estão em construção na região. Além de Água Preta, outros 14 municípios da Mata Sul receberam investimentos do Estado no âmbito da moradia popular.

Secretaria Estadual de Habitação / Companhia Estadual de Habitação e Obras
Gerência de Comunicação


0 comentários:

Postar um comentário