domingo, 13 de agosto de 2017

Kaio Maniçoba participa de evento que retoma habitacional em Água Preta, na Mata Sul de Pernambuco

O empreendimento, localizado no município de Água Preta, é uma parceria do Governo do Estado com o Ministério das Cidades e da Caixa Econômica Federal (Foto: Assis Ramalho)

O secretário Kaio Maniçoba participa, nesta segunda-feira (14.08), de cerimônia do Ministério das Cidades que marcará a reconstrução de unidades habitacionais em Água Preta, na Mata Sul. As moradias fazem parte de um empreendimento com 2.159 unidades, entregues em 2015, mas que teve 252 unidades invadidas e depredadas. Com a retomada das obras, a expectativa é que as unidades sejam concluídas no primeiro semestre de 2018.

Os conjuntos Barra D´Ouro I e II foram concebidos pela Caixa Econômica Federal (CEF) durante a Operação Reconstrução, em 2010, com objetivo de atender a população prejudicada pela cheia que atingiu a Mata Sul naquele ano. O Governo de Pernambuco investiu no empreendimento R$ 63 milhões em desapropriações e serviços de infraestrutura e terraplanagem, necessários para a implantação das moradias que já beneficiaram mais de oito mil pernambucanos da região.

No mesmo ano de entrega, o empreendimento teve 252 unidades dos conjuntos Barra D´Ouro I e II invadidas por não beneficiários do programa Minha Casa, Minha Vida. A reintegração de posse das moradias aconteceu, em 2016, ano em que a CEF iniciou os trâmites para a retomada do contrato com a empresa responsável para assegurar a reforma dos imóveis. O valor da área correspondente a essas unidades e os serviços realizados para a construção das moradias é de cerca de R$ 7,3 milhões.

MAIS NÚMEROS – O Governo de Pernambuco, em parceria com o Governo Federal, entregou, desde 2010, somente na Zona da Mata Sul, 3.935 moradias. Além das casas entregues, 1.573 unidades habitacionais estão em construção na região para reduzir o déficit habitacional do local. Além de Água Preta, outros 14 municípios da Mata Sul receberam investimentos do Estado no âmbito da moradia popular.

Gerência de Comunicação SECHAB-PE


0 comentários:

Postar um comentário