quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Petrolândia: João Thiago Campos analisa aprovação de contas de Lourival Simões pela Câmara de Vereadores

Lourival Simões (Foto: Lúcia Xavier/Arquivo BlogAR)

Na noite desta quarta-feira (16) foram votadas na câmara de vereadores as contas de 2014 do então prefeito Lourival Simões.

O Tribunal de Contas do Estado fez uma recomendação pela aprovação COM RESSALVAS.
É importante lembrar que “ressalva” significa “correção” ou, até mesmo, uma observação feita no ponto em que está localizado o erro. Em outras palavras, significa que o TCE encontrou erros, mas optou por aceitar as contas, pois os tais “erros” não configurariam, de fato, um crime.

Entendendo isso, vamos à votação da câmara: tivemos 7 votos a favor (situação) da decisão do TCE e 4 contra (oposição).

Quase que unanimidade dos vereadores de situação que votaram o famoso “SIM”, a favor do ex prefeito, utilizou o argumento de que “IRIAM SEGUIR A DECISÃO DO TRIBUNAL DE CONTAS”.

Foi uma posição muito sabia a dos vereadores, pois, o TCE tem como objetivo examinar a legalidade, legitimidade, economicidade e razoabilidade de qualquer ato administrativo de que resulte receita ou despesa. Ou seja, é um órgão técnico e com respaldo legal para analisar e dar um parecer formal sobre as contas de determinado município.

O TCE analisa as contas, aponta os erros e envia o resultado aos vereadores para que tomem conhecimento dos fatos e votem. Fazendo uma breve analogia, seria a mesma coisa da professora do seu filho corrigir a prova dele, dar à nota e enviar a prova para que você – o pai/mãe – tome as providências, caso a nota seja boa ou ruim.

Portanto, hoje, foi demonstrado que os vereadores de SITUAÇÃO sabem a importância que tem o TCE para a moralidade e justiça nas contas públicas, por isso votaram de acordo com a RECOMENDAÇÃO do TCE; mostrando humildade e reconhecendo que órgão sabe o que faz.

Após esta breve analise da votação e da posição dos vereadores de situação, fica o pensamento para a próxima votação (contas de 2009): o TCE rejeitou as contas por VÁRIOS motivos e RECOMENDOU que os vereadores votassem CONTRA.

Então, fica a dúvida juntamente com a espera: no dia da votação destas contas de 2009 os vereadores de SITUAÇÃO irão seguir, mais uma vez, as recomendações do Tribunal de Contas ou, diferente do que disseram hoje, irão optar por ir de contra um órgão tão importante e profissional?

Irão, eles, votar por análise técnica ou por apadrinhamento político?

Os vereadores de situação estão votando a favor do povo e da cidade ou só estão preocupados em arrumar desculpas para encobrir erros do ex prefeito Lourival Simões?

A certeza é uma: na próxima votação nós saberemos quem irá se contradizer e veremos, de uma vez por todas, qual vereador da situação compactua com o errado.

Por fim, deixo a analise: se a professora do seu filho lhe enviar a nota BAIXA dele, qual seria a sua reação?! Chama a atenção da criança ou passa a mão na cabeça dela?

João Thiago


0 comentários:

Postar um comentário