sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Humberto critica cortes de bolsas do CNPq

Foto: Roberto Stuckert Filho

A notícia de que o governo de Michel Temer (PMDB) vai descontinuar as 100 mil bolsas de pesquisas financiadas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) levou o líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT), a fazer duras críticas à gestão peemedebista. De acordo com o parlamentar, há um completo descaso do governo com o ensino e com o desenvolvimento de pesquisas no País.

“O governo Temer torrou bilhões para se perpetuar no poder e, na mesma proporção em que distribui malas de dinheiro, mata por inanição tudo aquilo que conseguimos avançar. Acabar com o investimento na educação, na tecnologia é acabar também com o futuro do Brasil”, afirmou o senador.
O CNPq afirma que só tem recursos para o pagamento das bolsas até o mês de setembro. Desde que Temer assumiu, o incentivo ao desenvolvimento tecnológico sofre com o descaso do governo. Em março, foi anunciado um corte de 44% do orçamento de 2017 do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), o que se traduziu em uma redução de R$ 572 milhões nos repasses previstos para o CNPq. Mais R$ 1,3 bilhão do MCTIC também foram contingenciados.

Para o líder da Oposição, o cenário não tem perspectiva de melhora enquanto Temer se mantiver no posto. “O que a gente vê é uma derrocada completa de tudo aquilo que conseguimos avançar nos últimos anos. No tempo em que Temer e seus aliados estiverem no comando da nação, não há possibilidade disso se resolver. Ele e seus apaniguados estão apenas preocupados em salvar a própria pele e para isso fazem qualquer negócio, no sentido literal da palavra”, afirmou.

Assessoria de Imprensa Senador Humberto Costa


0 comentários:

Postar um comentário