terça-feira, 29 de agosto de 2017

CPRH repatria para São Paulo 18 aves vítimas do tráfico

São aves típicas do Sudeste que foram resgatadas em ações de fiscalização ocorridas em Pernambuco. Elas seguem por avião, na madrugada desta quarta-feira (Foto: CPRH/Divulgação)

Dezoito aves com ocorrência no Sudeste do país seguirão do Recife para São Paulo, na madrugada desta quarta-feira (30), em voo da Latam, após terem passado por um período de reabilitação no Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH). Todas foram resgatadas em ações de fiscalização contra o tráfico realizadas no Estado, por órgãos como a Cipoma, Ibama e a própria CPRH.

Formam o grupo oito coleirinhos (também conhecidos como papa-capim), três pintassilgos-goianinho, dois pixoxós, duas arapongas, um caboclinho-de-barriga-vermelha, um japu-preto e uma iraúna-grande. O embarque será às 02h59 e as aves seguirão em caixote apropriado com 20 cm de comprimento, 30 cm de altura e 80 cm de largura, dividido em 18 compartimentos.
Após a passagem pelo Cetas, as aves que seguem neste repatriamento serão acompanhadas pelo Centro de Triagem da Divisão de Fauna (Depave), da Prefeitura de São Paulo, para posterior devolução à natureza em áreas de soltura do Estado.

Este será o segundo repatriamento que a CPRH realiza para São Paulo, o primeiro depois da inauguração do Cetas Tangara, em dezembro de 2016. Em julho e agosto deste ano, o Centro de Triagem de Pernambuco encaminhou araras e tucanos (aves de ocorrência no Amazonas e em áreas do Cerrado) para o centro de triagem do Amapá, do Ibama. Ao mesmo tempo, nessa parceria ambiental, recebeu aves resgatadas em São Paulo e no Ceará.

Núcleo de Comunicação Social e Educação Ambiental - NCSEA
Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH
www.cprh.pe.gov.br


0 comentários:

Postar um comentário