sexta-feira, 18 de agosto de 2017

CPRH devolve à natureza capivara resgatada por pedreiro

Mamífero roedor foi um dos 18 animais silvestres soltos nesta quinta (17), após período de reabilitação no Cetas Tangara (Fotos: Divulgação/CPRH)

Em ação de soltura realizada nesta quinta (17), em áreas de preservação de Aldeia, no município de Camaragibe, Região Metropolitana, a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) devolveu 18 animais silvestres à natureza, entre eles a capivara que foi resgatada por um pedreiro no bairro de Torrões, Zona Oeste do Recife, na semana passada. Todos ganharam de volta a liberdade após um período de tratamento no Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da CPRH.

Além da capivara, foram soltos quatro jacarés – inclusive o que foi capturado por barqueiros que realizam o translado da Praça do Marco Zero ao Parque das Esculturas, no Bairro do Recife –, cinco chorões, três sabiás-laranjeira, duas corujas caburé, uma corujinha da mata e dois filhotes de cágado de barbicha. Outro jacaré, encontrado no Bairro da Mangueira, deve ser solto na próxima semana.
Com aproximadamente 30 quilos, a capivara resgatada pelo pedreiro José Francisco da Silva foi encontrada num canal entre Roda de Fogo e Torrões. Estava sofrendo agressões de algumas pessoas, que jogavam pedras e pedaços de pau. Francisco tomou a iniciativa de não deixar isso acontecer e fez o resgate.

José Francisco levou o animal num carro de mão até o Jardim Botânico, um percurso de aproximadamente oito quilômetros, segundo inspetores da Guarda Ambiental do Recife, até conseguir ajuda – a própria Guarda – para transportá-lo à sede da CPRH, em Casa Forte. A capivara passou oito dias sob os cuidados do Cetas.

Núcleo de Comunicação Social e Educação Ambiental - NCSEA
Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH


0 comentários:

Postar um comentário