quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Biblioteca de Petrolina e Museu do Sertão têm obras retomadas e serão reabertos ao público


Com a reforma parada desde o ano passado, o Museu do Sertão e a Biblioteca Municipal Cid Carvalho devem ser reabertos em breve com melhor estrutura para atender turistas e também a população de Petrolina. Após superar uma série de erros e entraves deixados pela última gestão, a prefeitura está realizando uma nova fase de revitalização dos espaços, que deve garantir aos equipamentos os devidos reparos antes da reabertura.

Em abril, o prefeito Miguel Coelho, em companhia das secretárias de Educação, Maéve Melo, e da secretária de Cultura, Turismo e Esportes, Maria Elena de Alencar, visitou os equipamentos e orientou a equipe técnica sobre algumas questões que impediam o andamento da reforma. Após identificar as falhas, a Secretaria de Educação, pasta responsável pela obra, em parceria com a Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes, atual gestora do espaço, elaborou um plano de ação e, junto à empresa, resolveu todas as pendências para garantir a conclusão dos serviços, previstos para acabar na segunda quinzena de setembro deste ano.

No Museu do Sertão, a reforma foi iniciada pela gestão anterior, mas segundo parecer técnico, algumas melhorias fundamentais não foram incluídas no projeto. A reforma atual contempla pintura, reparo nas redes elétricas e hidráulicas, forro, impermeabilização, cobertura e grades. Uma das novidades é que alguns ambientes do Museu estão sendo climatizados. A Biblioteca também recebeu reparos na rede elétrica, hidráulica, no piso, forro, pintura, impermeabilização e adequação para acessibilidade, além da climatização de todo o ambiente. A expectativa é que os equipamentos sejam reabertos logo após a conclusão dos serviços.

Museu do Sertão

Seu acervo é constituído por mais de três mil objetos reunidos em coleções em que o meio ambiente, a cultura indígena, o artesanato, a moradia rural, os valores da economia, da política, da religião, da sociedade sertaneja como um todo, se apresentam em uma montagem museográfica e museológica bastante definida, entre estas, peças pertences ao cangaceiro Lampião, Dom Malan, primeiro bispo de Petrolina, coronel Quelê, patriarca da família Coelho, Joãozinho do Pharol, pioneiro da imprensa escrita do interior do Nordeste, entre outros, com exposições permanentes setorizadas conforme as temáticas: sala das carrancas, casa nordestina, Rio São Francisco, cangaço e ícones nordestinos.

Biblioteca

Com aproximadamente 16 mil livros e centenas de publicações traduzidas para o Braille, a Biblioteca Municipal homenageia o jornalista, escritor e um dos autores do hino da cidade, Cid Carvalho. Além dos livros, o espaço oferece um infocentro para acesso à internet pelos visitantes.

Assessoria da Prefeitura de Petrolina


0 comentários:

Postar um comentário