terça-feira, 1 de agosto de 2017

Assembleia Legislativa de Pernambuco retoma trabalhos em novo Plenário

Plenário Governador Eduardo Henrique Accioly Campos (Foto: Jarbas Araújo/Alepe)
Edifício Governador Miguel Arraes de Alencar, na rua da União, nova sede da Alepe (Foto: Rinaldo Marques/Alepe)

Em novas, acessíveis e modernas instalações, os parlamentares da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) retomaram, nesta terça (1°), as atividades da 18ª Legislatura. No Plenário que homenageia o ex-governador Eduardo Henrique Accioly Campos, o presidente da Casa, deputado Guilherme Uchoa (PDT), deu início aos trabalhos destacando as melhorias físicas e as ferramentas tecnológicas da nova sede. Para ele, as novidades fortalecerão a participação popular e o exercício da cidadania.

“A decisão de instalarmos uma série de inovações, como o painel eletrônico, o registro digital de frequência dos parlamentares e a votação biométrica, vai ao encontro do interesse da população em obter o máximo de transparência no acompanhamento das ações legislativas”, afirmou. Uchoa também anunciou os próximos debates de relevância que a Casa sediará neste semestre, como a discussão da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), a ser enviada pelo Executivo estadual ainda em agosto, e a Lei Orçamentária Anual (LOA), que chegará à Casa no mês de outubro.

As melhorias na estrutura física e tecnológica da Alepe também foram elogiadas pelo governador Paulo Câmara, presente à sessão inaugural. Para ele, “o avanço hoje alcançado com a modernização física e estrutural do Legislativo pernambucano é sinal claro que este Poder está em constante exercício de adaptação aos novos tempos que estamos vivenciando”, afirmou. “Não tenho dúvida de que a ampliação do espaço físico e o aprimoramento dos serviços serão bem assimilados pelo povo, que se sentirá valorizado e acolhido como lhe é de direito”, complementou.

O chefe do Executivo estadual aproveitou a ocasião para apresentar, também, as principais ações desenvolvidas em sua gestão. A educação ganhou destaque na fala do governador, que lembrou que o Estado conquistou o primeiro lugar no ranking nacional do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), na avaliação do Ensino Médio. Sobre a segurança pública, Câmara ressaltou os investimentos de R$ 290 milhões direcionados à área. “Ações estratégicas e conectadas trarão resultados exitosos dentro de pouco tempo”, garantiu.

Os líderes da Oposição e do Governo, deputados Sílvio Costa Filho (PRB) e Isaltino Nascimento (PSB), respectivamente, também avaliaram as políticas estaduais. O oposicionista destacou a questão da segurança pública “Tivemos este ano o primeiro semestre mais violento da história de Pernambuco, com três mil assassinatos. Houve troca de secretário de Defesa Social, comandante-geral da Polícia Militar, mas a criminalidade continua crescendo. Esse é o Pernambuco da vida real”, disse Costa Filho, que cobrou do governador capacidade para liderar sua equipe e imprimir uma agenda que dialogue com a sociedade.

Nascimento, por sua vez, destacou a melhoria nos índices de educação, a queda da mortalidade infantil, a economia de recursos com custeio da máquina pública e a saúde das contas do Estado. “Essa é a realidade de um Governo conduzido de forma correta. Pernambuco é liderado por um gestor com capacidade para atravessar os tempos de intempérie.” Para o parlamentar, a segurança pública “é a única que destoa do conjunto”. Nascimento associou o aumento da violência ao mau desempenho da economia e ao aumento do desemprego, e listou, entre as ações de enfrentamento do problema, a convocação de novos policiais. Também compareceu à Reunião o vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira.

Reunião Plenária – O primeiro teste dos novos equipamentos do Plenário Governador Eduardo Henrique Accioly Campos se deu com a aprovação da ata da última Reunião Ordinária, promovida em junho, antes do recesso parlamentar. O documento, lido pelo primeiro-secretário, deputado Diogo Moraes (PSB), foi aprovado pelos 43 deputados que confirmaram suas presenças através do sistema biométrico. Todo o processo pôde ser acompanhado pelo painel eletrônico.

Durante a reunião, líderes de bancadas comentaram as novas instalações e anunciaram prioridades para o segundo semestre. Edilson Silva (PSOL) afirmou que, para além da modernidade, a Casa precisa ser “absolutamente democrática”. O deputado reforçou as críticas à política de segurança do Estado e criticou o fato de o ajuste fiscal anunciado atingir remédios para a população e não gastos em publicidade. Já Odacy Amorim (PT) pediu “as bênçãos de Deus” sobre o novo Plenário e fez votos de que o trabalho da Alepe se concentre na promoção da justiça social.

Rodrigo Novaes (PSD) fez a leitura de um artigo sobre o encerramento dos trabalhos no antigo Palácio Joaquim Nabuco, em 29 de junho. “O Poder Legislativo mantém-se vivo, forte, firme, inspirado por sua história em respeito à democracia e ao povo de Pernambuco”, exclamou. Pedro Serafim Neto (PDT) elogiou a nova estrutura. “Tenho certeza de que a autoestima de todos nós deputados irá se elevar e teremos grandes debates”, comentou.

Alepe


0 comentários:

Postar um comentário