sexta-feira, 28 de julho de 2017

Timbaúba terá plano de preservação da Mata Atlântica


Em parceria com a Semas e a CPRH, município da Mata Norte retoma os estudos para fechar projeto (Foto: Divulgação/CPRH)

Com o apoio técnico da Secretaria estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), o município de Timbaúba, Mata Norte, retomou os estudos e trabalhos para a formulação do Plano Municipal de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica (PMMA). A primeira oficina foi realizada esta semana, com a participação de gestores municipais, Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Câmara de Vereadores, moradores, professores, estudantes e representantes de sindicatos e de associações, entre outros segmentos.

Em 2016, a Semas e a CPRH ajudaram na formulação dos planos voltados para a preservação da Mata Atlântica de outros três municípios da Mata Norte: Vicência, Paudalho e Carpina. Agora, a expectativa é que o de Timbaúba seja fechado até o final deste ano. Trata-se de uma peça importante de gestão pública, com a definição de metas de conservação e recuperação das áreas de Mata Atlântica.


A oficina que marcou a retomada da construção coletiva do plano foi realizada no auditório do Centro Educacional Maria Emília Dutra, no bairro timbaubense de Ozanan. A analista ambiental Cristina Leal, da Semas, e a técnica ambiental Jennifer Belarmino, da Unidade Integrada de Gestão Ambiental (Uiga) de Carpina, da CPRH, participaram dos trabalhos, junto com gestores de meio ambiente do município.

Outras oficinas serão agendadas ao longo do processo de formulação, que entra agora em outra parte do planejamento: a do trabalho de campo, com o mapeamento e georreferenciamento das áreas de vegetação nativa do município.

Núcleo de Comunicação Social e Educação Ambiental - NCSEA
Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH
www.cprh.pe.gov.br


0 comentários:

Postar um comentário