terça-feira, 11 de julho de 2017

Presidente do CBHSF confirma apoio do colegiado ao Dia do Rio

Foto: CBHSF

O presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), Anivaldo Miranda, apesar de continuar de licença médica, participou da videoconferência promovida pela Agência Nacional de Águas (ANA), na segunda-feira (10 de julho), e reafirmou o apoio do colegiado ao Dia do Rio. A medida foi instituída por resolução da ANA e consiste na suspensão das captações de água todas as quartas-feiras até o final de novembro, com exceção para os setores de abastecimento humano e dessedentação animal.

Durante a reunião, realizada na sede da agência federal, em Brasília (DF) e transmitida na forma de videoconferência para os estados inseridos na bacia do Velho Chico, Anivaldo Miranda explicou que o Comitê vem postulando, há muito tempo, que a gestão da crise deve incluir outras alternativas, além da simples redução de vazão. Para Miranda, o Dia do Rio representa uma medida satisfatória. “O Comitê trabalha com o princípio de que os riscos têm que ser iguais para todos e os sacrifícios também. Por isso, o Dia do Rio é uma medida justa e igualitária para todos os usos, além de ser de fácil execução”, considerou.

O presidente do CBHSF acrescentou, ainda, que o Comitê continua sua defesa para a gestão da qualidade da água. Diante disso, anunciou para esta quarta-feira (12 de julho), reunião com representantes da empresa de abastecimento de Sergipe, a Deso, a representação estadual do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e Ministério Público Federal (MPF/SE), para discutir a viabilização de investimentos do colegiado em obras emergenciais dedicadas a enfrentar o problema da salinização nos municípios da região estuarina. “E na próxima sexta-feira, dia 14, a mesma reunião será com a representação da companhia de abastecimento de Alagoas, a Casal”, anunciou Anivaldo Miranda.

Ainda como forma de reforçar o apoio do CBHSF à instituição do chamado Dia do Rio, Anivaldo Miranda informou que o colegiado irá desencadear o processo preparatório com vistas ao recadastramento dos usuários da bacia do São Francisco como um todo, a fim de identificar os reais usuários das águas são-franciscanas.

As discussões referentes ao Dia do Rio também exigiram o deslocamento do presidente e do superintendente da ANA, Vicente Andreu e Joaquim Gondim, respectivamente, que participaram de audiências com entidades representativas em Petrolina (PE), também nessa segunda-feira, para explicar as medidas referentes à instituição da medida.

A reunião promovida pela ANA também serviu para que fosse dado conhecimento aos participantes da correspondência enviada pela Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), através da qual estima redução de nível do rio São Francisco em caso de redução das defluências de Sobradinho e Xingó da vazão atual, de 600 metros cúbicos por segundo (m³/s) para 550 m³/s. O pedido de testes já foi encaminhado para análise do Instituto de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Nova reunião para avaliar as condições hidrológicas da bacia do São Francisco está agendada para a segunda-feira da próxima semana, dia 17, a partir das 10h.

CBHSF


0 comentários:

Postar um comentário