quinta-feira, 27 de julho de 2017

PF cumpre mandados da Lava Jato em Pernambuco, no Distrito Federal, no Rio e em São Paulo

Polícia Federal agindo na Operação Lava Jato
Polícia Federal agindo na Operação Lava Jato

A Polícia Federal (PF) cumpre, desde as primeiras horas desta quinta-feira (27), mandados de prisão da 42ª fase da Operação Lava Jato em Pernambuco, no Distrito Federal, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Batizada de Cobra, a operação cumpre três mandados de prisão temporária e 11 de busca e apreensão. Em Pernambuco, são cumpridos dois mandados de prisão temporária e quatro mandados de busca e apreensão no Recife e em Ipojuca.

Um dos mandados de prisão é contra o ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras Aldemir Bendine, bem como de pessoas a ele associadas pela prática dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, dentre outros.

De acordo com as investigações realizadas até este momento, Bendine e pessoas a ele relacionadas teriam solicitado vantagem indevida em razão dos cargos exercidos para que o Grupo Odebrecht não viesse a ser prejudicado em futuras contratações da Petrobras e, em troca, o grupo empresarial teria efetuado o pagamento em espécie de ao menos R$ 3 milhões.

De acordo com a PF, aparentemente estes pagamentos somente foram interrompidos com a prisão do então presidente do Grupo Odebrecht.

O nome desta fase da operação é uma referência ao codinome dado ao principal investigado nas tabelas de pagamentos de propinas apreendidas no chamado setor de operações estruturadas do Grupo Odebrecht durante a 23ª fase da Lava Jato. Os presos serão levados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba onde permanecerão à disposição do juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba/PR.

Folha de Pernambuco


0 comentários:

Postar um comentário