quarta-feira, 19 de julho de 2017

Oferta milionária do PSG balança Neymar, e craque fala em sair


As cifras são absurdas. Uma multa rescisória de € 222 milhões (cerca de R$ 814 milhões). Um salário que poderia chegar a € 2,5 milhões por mês (algo como R$ 10 milhões). E a chance de brilhar sozinho na Cidade-Luz. São esses números que podem fazer a principal estrela do futebol brasileiro mudar de endereço em breve. Amigos de Neymar confirmam que o interesse do Paris Saint-Germain balançou o craque - mas o Barcelona não está parado e tenta demovê-lo da ideia de sair.

No último domingo, o site brasileiro "Chuteira FC" publicou que o PSG esperava apenas um "sinal verde" do jogador para pagar a multa ao Barça. Na segunda, o jornal catalão "Sport", especializado na cobertura do Barcelona, noticiou a insatisfação de Neymar com o clube. Desde então, a notícia da possível transferência do craque ganhou destaque na imprensa esportiva da Espanha, França e Brasil.


Na terça-feira, o canal "Esporte Interativo" revelou que Neymar havia aceitado uma proposta do PSG e que seria anunciado nas próximas semanas como reforço do time Paris, que pagaria a multa rescisória de € 222 milhões (R$ 814 milhões) ao Barcelona.

Nesta quarta, o GloboEsporte.com confirmou, com fontes próximas ao jogador e ao Barcelona, que Neymar realmente tem falado aos amigos que irá para o PSG.

O Barcelona já disse que não negocia Neymar e que para o PSG tirá-lo terá de pagar o valor integral da multa rescisória: os tais € 222 milhões. A diretoria catalã está ciente do problema e demonstra preocupação nos bastidores, mas publicamente garante com "200% de certeza" que o camisa 11 não sairá. O time francês é do grupo de investimento QSI, ligado à família real do Catar, tem o catari Nasser Al-Khelaifi como presidente e está com o cofre aberto. Parte da imprensa esportiva da França desconfia de que a proposta é uma estratégia do staff de Neymar para obter mais do Barcelona. Neymar, em entrevista ao site "Goal", disse que está com a cabeça no Barça.

Mas gente muito próxima ao jogador percebe um conjunto de fatores que balançam o brasileiro. Primeiro: o salário acenado - que seria o dobro do que ele ganha atualmente no Barça. Segundo: o status quo - onde Neymar se ressentiria de certa falta de influência no time catalão. O craque sugeriu as contratações de dois brasileiros (Philippe Coutinho e Paulinho) - e o clube não conseguiu (ainda ao menos) concretizá-las. Lucas Lima, do Santos, foi outro pedido do craque, e de fato surgiu a chance de o Barcelona trazê-lo de graça, já que a partir deste mês o meia pode assinar pré-contrato com qualquer clube. No entanto, a notícia vazou cedo demais, e o Barça ficou preocupado após o Peixe ameaçar entrar na Justiça sob a acusação de assédio.

Mais do que isso, porém, mudar de ares seria a chance de sair da sombra de Messi. Neymar tem o sonho de ganhar o prêmio de melhor jogador do mundo - e sabe que, ao lado do argentino - com quem tem ótima relação - os holofotes estarão sempre, no mínimo, divididos. O Barça, afinal, é o time de Messi; como o Real é o time de Cristiano Ronaldo. O novo endereço também seria atraente por outros motivos: Paris é uma cidade belíssima e agradável - e construir uma nova tradição para o PSG - que jamais ganhou a Liga dos Campeões - também soa como desafio.

Esta não é a primeira vez que o clube francês tenta contratá-lo. Houve negociação um ano atrás, mas o astro optou por renovar com o Barça até o meio de 2021. Agora, além do caminhão de dinheiro que oferece ao atacante em termos de salário, o PSG tem a seu lado Daniel Alves, um dos grandes amigos de Neymar e que contribuiu para essa mudança na cabeça do craque da Seleção. Isso sem falar em outros compatriotas com quem ele tem boa relação, como Marquinhos, Thiago Silva e Lucas.

Enquanto pensa a respeito do futuro, Neymar embarcou com a delegação do Barcelona rumo aos Estados Unidos nesta quarta-feira. Lá, o clube catalão vai jogar contra Juventus (dia 22), Manchester United (26) e Real Madrid (29) pela International Champions Cup. Para jogar o torneio amistoso de pré-temporada na Terra, o Barcelona receberá € 14 milhões (R$ 51 milhões).

Por Globoesporte.com


0 comentários:

Postar um comentário