segunda-feira, 31 de julho de 2017

Filhos de técnico de futebol morrem em acidente de carro

A filha de 14 anos e o filho de 10 anos do treinador, além de um sobrinho de 12 anos, estavam no banco traseiro do carro e morreram. Outro garoto, de 13 anos, foi socorrido em estado gravíssimo com traumatismo craniano, informou a polícia

Os filhos do técnico Claudemir Pexeito, do Penapolense, morreram em um acidente de carro na rodovia Castello Branco, em Tatuí, interior de São Paulo. Segundo a polícia, a motorista perdeu o controle e capotou o veículo ocupado com seis pessoas por cerca de 50 metros.

A filha de 14 anos e o filho de 10 anos do treinador, além de um sobrinho de 12 anos, estavam no banco traseiro do carro e morreram. Outro garoto, de 13 anos, foi socorrido em estado gravíssimo com traumatismo craniano, informou a polícia. A esposa de Claudemir Peixoto e a passageira foram socorridas e liberadas.

A causa do acidente, que aconteceu na posta sentido inteior-capital, ainda é desconhecida. A família é de São Paulo e voltava para casa após passar fim de semana em Cesário Lange.


Claudemir comandou o Penapolense na vitória sobre o Velo Clube, em Rio Claro, no último sábado, que colocou a equipe de Penápolis entre os quatro melhores do Grupo 1 da competição. O próximo confronto do Penapolense é no sábado, contra a Ferroviária, em Penápolis. Existe a possibilidade da partida ser cancelada.

Confira abaixo a nota oficial emitida pelo Penapolense:

"O presidente do Clube Atlético Penapolense, Luiz Gomes Mariano, decretou luto oficial na equipe tão logo recebeu a notícia da morte do casal de filhos do treinador Claudemir Peixoto, vítimas de um acidente automobilístico na tarde deste domingo. Um veículo com atletas, diretores e comissão técnica irá partir na madrugada desta segunda-feira para São Paulo, onde ocorrerá o velório. A diretoria, chocada com a informação da qual pegou a todos de surpresa, se solidariza com a família neste momento de dor ao mesmo tempo em que deseja que todas tenham força para superar este momento de dor."


Por GloboEsporte.com, Tatuí, SP


0 comentários:

Postar um comentário