segunda-feira, 17 de julho de 2017

Água AMA desafia universitários a criarem soluções inovadoras para geração de renda no semiárido brasileiro

Segunda edição do Desafio AMA é lançada para mais de 80 universidades do país. Empresa Júnior vencedora vai receber R$ 30 mil para implementar o projeto.

A falta de acesso à água potável não é o único problema enfrentado pelas famílias do semiárido brasileiro. Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que metade da população local não possui renda monetária ou tem como única fonte de rendimento os benefícios governamentais. Para tentar ajudar a melhorar essa realidade, a água AMA, da Ambev, promove a segunda edição do Desafio AMA e convoca 444 empresas juniores, organizações sem fins lucrativos formadas por estudantes universitários, para criarem soluções para a geração de renda nessas regiões.

Os estudantes serão desafiados a pensar em medidas inovadoras e fáceis de serem replicadas em comunidades onde a AMA, água mineral da Ambev que reverte 100% do lucro obtido com suas vendas a projetos de acesso à água potável no semiárido brasileiro, já está presente, como Jaguaruana, Aiuaba e Capistrano. “O desafio com as empresas juniores deste ano está muito em linha com o trabalho que temos feito com a água AMA, que tem a proposta de levar água para quem não tem. Ao proporcionar acesso a água potável para essas pessoas, queremos transformar a realidade e o desenvolvimento das comunidades”, afirma Carla Crippa, gerente de sustentabilidade da Ambev.
As empresas juniores federadas pela Brasil Júnior podem se inscrever até hoje, 17 de julho, pelo e-mail desafioambev@brasiljunior.org.br, já os projetos podem ser enviados até 31 de julho. As três melhores iniciativas serão anunciadas no dia 10 de agosto e o vencedor apresentado no Encontro Nacional de Empresas Juniores 2017, o maior evento do Movimento Empresa Júnior brasileiro, que neste ano será realizado em Porto Seguro (BA), entre 16 e 19 de agosto, as ideias serão avaliadas com base nos parâmetros de: impacto social, escalabilidade, viabilidade e inovação. O grupo ganhador receberá um aporte de R$ 30 mil da Ambev para implementar o projeto.

Em 2016, a primeira edição desafiou universitários a pensarem em projetos que ajudassem a resolver a dificuldade no acesso à água limpa no semiárido brasileiro. A ideia vencedora foi da empresa júnior Ciclo Jr, da UFC (Universidade Federal do Ceará), que propôs um projeto em que se utiliza plantas e o calor para reuso de água. Após o período de testes, o projeto será implementado na comunidade de Quixadá, no Ceará. “O grande objetivo do desafio é engajar a geração que será, num futuro próximo, responsável por gerir negócios.", completa Carla.

A história da AMA

Unir as pessoas por um mundo melhor. Este é o objetivo da Ambev e AMA é um dos resultados deste sonho, que começou a nascer no fim de 2015 quando o time de sustentabilidade da Ambev deu início à busca por um novo projeto para expandir seus programas de preservação e uso consciente de água.

Com participação da Ambev no CEO Water Mandate da ONU, um grupo de empresas empenhado em lidar com o problema da escassez de água no mundo, e no curso da Yunus Social Business sobre negócios sociais, surgiu a ideia de uma água mineral que tivesse 100% dos lucros investidos no acesso à água potável e que criasse um verdadeiro impacto na sociedade para o problema da escassez de água.

“A AMA é uma forma de conscientizar mais pessoas, de trazer atenção para esse problema, de conectar as pessoas que vivem hoje em um mundo tão polarizado e individualizado”, diz Bernardo Paiva, presidente da Ambev.

De forma totalmente transparente, todas as etapas do projeto AMA são apresentados por meio de uma plataforma digital (www.aguaama.com.br) com todas as informações do produto, prestação de contas periódicas sobre o lucro obtido com as vendas, investimentos e andamento de cada projeto.

A Ambev e a água

Referência internacional em gestão do uso de água na produção de bebidas, a Ambev trabalha constantemente para diminuir seu impacto no meio ambiente com ações que também contribuem para a perenidade do negócio.

Atuando para recuperar e preservar as principais bacias hidrográficas do Brasil, em 2010, a cervejaria lançou o Projeto Bacias. Em 2015, a Ambev ampliou esse trabalho e anunciou a participação na Coalizão Cidades pela Água, uma iniciativa liderada pela ONG The Nature Conservancy, que pretende aumentar a disponibilidade de água para mais de 60 milhões de brasileiros.

Para compartilhar conhecimento e também ajudar micro e pequenas empresas a economizarem água, a cervejaria lançou recentemente o SAVEh – Sistema de Autoavaliação de Eficiência Hídrica. Fruto de uma parceria com as ONGs Fundación Avina e Carbon Trust e com o Pacto Global da ONU, o programa é desenvolvido por meio de uma plataforma online totalmente gratuita, na qual qualquer empresa pode ter acesso ao sistema de gerenciamento hídrico da cervejaria.

Sobre a Ambev

Unir as pessoas por um mundo melhor. Esse é o sonho da Ambev, empresa brasileira, com sede em São Paulo, e presente em 18 países. No Brasil, mais de 32 mil pessoas dividem a mesma paixão por produzir cerveja e trabalham juntas para garantir momentos de celebração e diversão.

A Ambev é uma cervejaria inovadora, que busca sempre novos sabores e formas de surpreender seus consumidores. Além das melhores cervejas, o portfólio conta ainda com refrigerantes, chás, isotônicos, energéticos e sucos, de marcas como Antarctica, Brahma, Skol, Budweiser, Wäls, Colorado, Guaraná Antarctica e Do Bem.

Só em 2016, a cervejaria investiu cerca de R$2 bilhões no país. Mas também quer deixar um legado além dos investimentos. Para isso, conta com uma ampla plataforma de sustentabilidade. Esse compromisso inclui metas claras, divulgadas publicamente, e se traduz em quatro pilares: consumo inteligente, água, resíduo zero e desenvolvimento. Esse trabalho é feito com uma rede de parceiros, pois a Ambev acredita que a construção de um mundo melhor se torna mais rica quando feita em conjunto.

LK Comunicação


0 comentários:

Postar um comentário