quinta-feira, 15 de junho de 2017

Zeca e Júlio trabalham para superar votação em 2018


O feriado de Corpus Christi não foi de descanso para os deputados Júlio e Zeca Cavalcanti, deputado estadual e federal, respectivamente. Na caminhada rumo ao pleito de 2018, os parlamentares trabalhistas anunciaram hoje pelos microfones da Rádio Pajeú, em Afogados da Ingazeira, que trabalham para superar a votação de 2014 no pleito do ano que vem. Os parlamentares estavam acompanhados do vereador Zé Negão (PTB).

Em 2014, Júlio Cavalcanti obteve 47 mil votos e Zeca Cavalcanti obteve 97 mil. Durante a entrevista ao radialista Nill Junior, Zeca falou que está empolgado para a próxima eleição e já está na estrada visitando amigos, fazendo novos aliados e trabalha com a perspectiva de 110 mil votos em 2018. Em Afogados da Ingazeira os dois foram bem votados, ficando Júlio Cavalcanti com 3.510 votos e Zeca Cavalcanti com 4.305 votos.
Júlio cobrou a abertura da delegacia da mulher em Afogados prometida há anos e até hoje nada. Criticou a falta de segurança e o aumento da violência, destacando o crescimento de 20% no número de homicídios em afogados pela média dos últimos 5 meses de 2017 comparado com 2016.

“Temos hoje um governo acéfalo, sem comando, um total descontrole no Estado”, afirmou Júlio Cavalcanti. Ele também criticou a decisão de entregar o Hospital de Afogados a uma OS. Estão fazendo a política do fazer menos, gastando mais, concluiu. Segundo o vereador Zé Negão (PTB), hoje o hospital funciona com R$ 500 mil a R$ 600 mil e agora vão pagar mais de R$ 2 milhões para uma OS administrar. O parlamentar trabalhista disse quando se trabalha com correção, ouvindo o povo, se consegue as vitórias e vai trabalha para renovar seu mandato com uma votação melhor do que a da última eleição.

Já o deputado federal Zeca Cavalcanti disse que a disputa de um novo mandato “não amedronta e chegaremos a 110 mil votos ouvindo a população, conversando com o povo, juntando novos amigos”. Zeca reafirmou sua posição contra as reformas Trabalhista e da Previdência e defendeu que a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) não deveria ter sido afastada. O parlamentar trabalhista também falou a destinação de quase R$ 1 milhão em emendas para saúde, pavimentação e obras hídricas em Afogados da Ingazeira entre os anos de 2015 e 2016. Disse que iria ao município inaugurar as obras de calçamento que estão sendo feitas com as suas emendas.

Após a entrevista, os deputados Júlio e Zeca reuniram-se com vereadores e lideranças da região que deverão reforçar o grupo político dos irmãos Cavalcanti no pleito de 2018.

Assessoria de Imprensa Zeca Cavalcanti e Júlio Cavalcanti


0 comentários:

Postar um comentário