terça-feira, 6 de junho de 2017

Vereadores de Serra Talhada se agridem e trocam acusações com pouco conteúdo para os eleitores


Quem assistiu à sessão ordinária da Câmara Municipal de Serra Talhada (CMST), nessa segunda-feira (5), se deparou com um debate de baixo nível protagonizado pelos parlamentares Rosimério de Cuca, ardente defensor do prefeito Luciano Duque, e o líder da Oposição, Antonio de Antenor.

A provocação partiu do governista Rosimério de Cuca que, na ânsia de defender o governo, partiu para atacar Antenor.

“O senhor disse que o governo só tem farinha e água, mas se misturar pode dar angu e você pode se engasgar. Como é que uma pessoa vai dizer que o governo não fez nada? Que não tem obras na zona rural? Pois, cuidado para não se engasgar com aquela escola que foi inaugurada no Bom Jesus… cuidado para não se engasgar”, disparou Rosimério, descontrolado e aos gritos na tribuna.


O contra-ataque do republicano veio logo em seguida. Antonio de Antenor manteve o que disse durante entrevista ao programa Farol de Notícias e rebateu os ataques do adversário.

“Critiquei o período de 150 dias do governo, porque construir postos de saúde e fazer estradas são obrigações do gestor. Vou fiscalizar quantas vezes for preciso. Quero dizer a Rosimério de Cuca que ciúme de homem é pior que ciúme de amor. Você está com ciúmes de mim e do vereador Agenor de Melo Lima. E não vou engolir o que o senhor disse. Vou continuar falando e ninguém vai calar a minha boca. Quanto às estradas, pegue a máquina e coloque nas costas. Tenho nada com isso”, rebateu.

Farol de Notícias


0 comentários:

Postar um comentário