domingo, 4 de junho de 2017

Vacinação contra gripe em Pernambuco segue exclusiva para grupos prioritários até 9 de junho

Ministério da Saúde havia informado que caberia aos estados definir se vacina seria disponibilizada para o resto da população.

pesar de o ministro da Saúde, Ricardo Barros, ter anunciado na sexta-feira (2) que a campanha nacional de vacinação contra a gripe seria ampliada para toda a população a partir da segunda (5), a Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES) informou, nesse sábado (3), que a campanha continua voltada apenas para os grupos prioritários no estado. A campanha, que iria inicialmente até o dia 26 de maio, foi prorrogada até o dia 9 de junho.

Segundo o governo pernambucano, a ampliação da oferta da vacina depende do envio de novas doses pelo Ministério da Saúde e, no momento, a quantidade disponível não é suficiente para atender todos os pernambucanos.
Com pouca disponibilidade de doses, a SES alegou que irá manter a vacinação para o público alvo já definido. O grupo prioritário é formado por crianças entre seis meses a quatro anos, mulheres que deram à luz há menos de 45 dias, idosos acima dos 60 anos, doentes crônicos, profissionais de saúde, indígenas e professores dos ensinos básico e superior em atividade.

Até a manhã desse sábado (3), foram vacinados 1.999.494 pernambucanos contra a influenza, quantitativo que representa 85,8% do total dos grupos prioritários. A meta, de acordo com a pasta, é vacinar no mínimo 90% dessa população.

Influenza

A Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais.

A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-condicionadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.

G1 PE


0 comentários:

Postar um comentário