sábado, 10 de junho de 2017

Paulo Câmara participa em Araripina da inauguração de um dos maiores complexos eólicos da América Latina

Com investimento de R$ 1,8 bilhão, o complexo Ventos do Araripe III foi instalado na Chapada do Araripe, entre Pernambuco e Piauí, e tem capacidade de gerar 359 MegaWatt, podendo abastecer até 400 mil casas (Fotos: Aluísio Moreira/SEI)

Atento ao futuro da sustentabilidade, o governador Paulo Câmara participou, nessa sexta-feira (09), da inauguração do maior complexo eólico do Brasil: o Ventos do Araripe III. Com um investimento de R$ 1,8 bilhão da Casa dos Ventos, o projeto está localizado no alto da Chapada do Araripe, entre os estados de Pernambuco e Piauí. Em solo pernambucano estão instalados cinco parques e 60 aerogeradores, com capacidade de gerar 359 MegaWatt (MW), abastecendo até 400 mil casas dos dois estados. Ao todo, a instalação do complexo foi responsável pela geração de 1,5 mil postos de trabalho, com prioridade da mão de obra local.

"O Ventos do Araripe III é um projeto que está totalmente conectado e dialogando com o futuro que a gente precisa. A energia eólica é a garantia de um meio ambiente limpo e é importante continuar nesse caminho, mostrando que é possível, mesmo em momentos difíceis, avançar com ideias inovadoras e que aproveitem a potencialidade de cada estado", afirmou o governador Paulo Câmara, acrescentando que o projeto garantirá a sustentabilidade energética de Pernambuco. “Quando falamos em desenvolvimento, temos que falar em desenvolvimento econômico, que gera emprego e renda, e social, que garante à população de baixa renda o acesso aos serviços públicos. Mas precisamos pensar nesses dois aspectos garantindo o futuro do meio ambiente", pontuou Paulo.
Ao todo, são 14 parques e 156 aerogeradores, instalados em propriedades arrendadas de cerca de 70 famílias das cidades de Araripina e de Simões (PI), que se tornaram parceiras da Casa dos Ventos. O modelo permite que os moradores recebam mensalmente uma quantia calculada a partir da energia gerada. Ao todo, mais de R$ 5 milhões serão pagos anualmente aos moradores locais com propriedades arrendadas.

O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade estadual, Sérgio Xavier, destacou a importância do empreendimento. "O parque eólico traz muitos benefícios para Pernambuco, pois gera energia limpa, o que reduz emissões de gases que provocam o aquecimento global", registrou. Com a instalação do Ventos do Araripe III, cerca de 500 mil toneladas de dióxido de carbono deixarão de ser emitidas anualmente na atmosfera. O gestor também ressaltou que a chegada do complexo trouxe, e continuará trazendo, desenvolvimento social e econômico para Pernambuco. "O projeto tem um grande potencial a ser explorado, sobretudo porque é uma indústria que chega ao semiárido sem precisar de água", completou.

O presidente da Casa dos Ventos, Mário Araripe, destacou que o Ventos do Araripe III, com 87 mil hectares, é o maior parque eólico do País. "Esse complexo não tem igual no Brasil e se assemelha a poucos no mundo. A chapada pode, por exemplo, suprir Pernambuco com a energia produzida", afirmou.

Também estiveram presentes na inauguração o governador do Piauí, Wellington Dias; os deputados federais Kaio Maniçoba e Tadeu Alencar; e as deputadas estaduais Socorro Pimentel e Roberta Arraes.

SEI-PE


0 comentários:

Postar um comentário