segunda-feira, 19 de junho de 2017

Paulo Afonso: Dor, indignação e até pedido de ‘pena de morte’ marcam enterro de Maria Eduarda


Na manhã deste domingo (18), mais um momento difícil para as pessoas próximas a garotinha Maria Eduarda. Seu corpo foi sepultado no cemitério São Lucas, no BTN 03. Eduarda, que tinha apenas dois anos, morreu na última sexta-feira (16), depois várias paradas cardíacas ocasionadas pela violência que sofreu em casa – a polícia não tem dúvidas quanto a autoria do crime, e acusa o padrasto da menina, de tê-la estuprado, Valdemir Eloi Bonfim de 59 anos está preso preventivamente.

A perplexidade está no semblante de quem acompanhou de perto a agonia pela qual passou a menina e os detalhes chocantes do crime. De tal sorte que só a prisão não parece suficiente. Nos cartazes, pedidos de ‘justiça’, ‘pena de morte’, ‘dor’, ‘revolta’.

O caso causou repulsa e indignação nas autoridades, acostumadas ver cenas de violência, inclusive sexuais. Algumas, relataram que passaram mal ao tratar do caso. Enfim, agora que a menina possa participar do abraço do Pai. E que a justiça seja feita, de acordo com as leis brasileiras. Por mais difícil que seja a situação, não será fora da legalidade, que teremos mais conforto.

Via Blog de Ozildo Alves


0 comentários:

Postar um comentário