quinta-feira, 29 de junho de 2017

Ônibus da Progresso, linha Recife/Petrolândia, sai da pista na PE 366 e passageiros denunciam falta de assistência e abandono


O que era para ser uma viagem tranquila, terminou de forma desagradável para os passageiros que embarcaram na noite de ontem (28), no Terminal Integrado de Passageiros (TIP), em Jaboatão dos Guararapes, na RM Recife, com destino à cidade de Petrolândia, no Sertão de Pernambuco. Por volta das 4h00 da manhã, o ônibus da Auto Viação Progresso saiu da pista, na PE 366, entre os municípios de Ibimirim e Inajá. Além do susto, os passageiros denunciam que não receberam nenhuma assistência da empresa de transportes.

Em conversa com a reportagem do Blog de Assis Ramalho, David Brasil, um dos passageiros do ônibus, afirmou que, após o acidente que interrompeu a viagem, o motorista justificou que havia um animal na pista, mas, segundo o passageiro, não foi avistado nenhum animal ao redor do veículo, naquele local. ''É bem possível que ele tenha cochilado, porque nenhum dos passageiros viu nenhum animal'', disse ele.

Ainda de acordo com David, para sair do interior do ônibus os passageiros tiveram que passar por uma janela, pois a porta não abriu. Ele acrescenta que o motorista do ônibus saiu do local, de carona em uma moto, e não mais retornou. Os passageiros ficaram no local do acidente, à espera de transporte providenciado pela empresa para conclusão da viagem até Petrolândia.

''Ele [o motorista] não deu satisfação aos passageiros, pegou carona em uma moto e não voltou mais. Tinha idosos, crianças de colo, todos com fome e sede, e o pior é que não tínhamos como telefonar, pois o local não tinha sinal de celular. Tivemos que andar mais ou menos 1 km para fazer uma ligação. Ligamos para a Progresso de Petrolândia e só foi chegar socorro às 10 horas e 25 minutos, ficamos seis horas em puro abandono. Isso é um absurdo, o que a empresa Progresso fez com a gente'', desabafou.

Segundo David, uma casa desocupada, próxima do local do acidente, serviu de abrigo para os passageiros abandonados na estrada.

''Por sorte, encontramos uma casa vazia, que serviu para nos abrigar, mas o sofrimento foi grande, principalmente por parte dos idosos e das mães que se encontravam com crianças'', concluiu David. Perguntado se pretende ingressar na Justiça, informou que essa providência vai depender de haver ou não acordo com a empresa.

Desabafo de Amélia Parahym

"Espero que a Progresso pague os danos causados aos passageiros desse ônibus que vinha de Recife / Petrolândia (inclusive meu esposo estava nele), que ao sair da pista e quase virar, no município de Inajá, deixou todos os passageiros (idosos, crianças e enfermos) por mais de 7 horas ao relento, à espera de outro ônibus para transportá-los para Petrolândia. O acidente aconteceu perto de 4:00hs e os passageiros chegaram na cidade [de Petrolândia] às 12:30hs. Falta de respeito e descaso total com o ser humano! Espero que a justiça tome as providências cabíveis !!! Obrigado primeiramente ao meu bom Deus que salvou todas essas vidas !!!", escreveu Amélia Parahym, em rede social. 

As fotos que ilustram a matéria foram tiradas por David Brasil. 


Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos: David Brasil


0 comentários:

Postar um comentário