domingo, 4 de junho de 2017

Em ambiente de crise, guias ensinam a montar fundos patrimoniais para o setor cultural


O BNDES e a Levisky Negócios & Cultura lançam três guias sobre uma prática rara e pouco difundida no Brasil: a criação e a manutenção de fundos patrimoniais para garantir a sustentabilidade financeira de organizações sem fins lucrativos em longo prazo. Os manuais foram desenvolvidos a partir do I Fórum Internacional de Endowments Culturais, realizado em 2016, com parceria estratégica da Edelman Significa e apoio do Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS) e da PLKC Advogados.

Entre 6 a 8 de junho, os encontros para a apresentação do conteúdo com palestras serão realizados em três cidades: Rio de Janeiro, em São Paulo e em Brasília, respectivamente. Depois, os Guias de Endowments Culturais estarão disponíveis em plataforma digital, no site da Levisky Negócios & Cultura, na aba Fórum Endowments para os interessados no assunto.
Cada manual tem uma temática diferente:

· Conceitos e Benefícios dos endowments como mecanismo de financiamento à cultura
· Orientações e informações ao poder público: aspectos de regulação e tributação
· Orientações práticas para a implementação de endowments em instituições culturais

“O lançamento destes três guias é desdobramento de uma iniciativa pioneira no país, e tem a missão de sistematizar os resultados de uma ampla pesquisa qualitativa”, declara Ricardo Levisky, presidente do Fórum Internacional de Endowments Culturais e sócio-fundador do Levisky Negócios & Cultura. “A motivação primeira para criarmos esse espaço propositivo deriva dos efeitos do atual momento político-econômico do Brasil sobre nossas orquestras, museus, teatros ou companhias de dança”, complementa.

“Em um cenário marcado pelo escasseamento dos recursos em circulação, o mercado cultural tem sido diretamente atingido, o que exige dos atores envolvidos com a área a reinvenção de métodos e o tensionamento de certezas sobre o papel do Estado, da iniciativa privada e da sociedade civil no desenvolvimento desse campo de trabalho”, explica.

Sobre os Guias

Os guias contêm o material levantado pela pesquisa e parcialmente apresentado durante o Fórum. No primeiro encontro, em julho de 2016, foi apresentada a proposta e o plano de trabalho. Depois, entre agosto e outubro, uma pesquisa qualitativa foi realizada com base em entrevistas em profundidade com importantes atores desse mercado, como diretores, gestores e representantes de instituições como Museu de Arte de São Paulo (Masp), Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), Museu do Amanhã e Fundação Roberto Marinho, Itaú, Secretária de Estado da Cultura do Rio de Janeiro, do Ministério Público de São Paulo e Ministério da Cultura. Além disso, houve uma consultoria jurídica e a formação de um diagnóstico sobre os endowments culturais no Brasil. Por fim, em novembro de 2016, foram apresentados os resultados da pesquisa e a consolidação dos dados do estudo num encontro presencial na sede do BNDES, no Rio.

Os Guias de Endowments Culturais têm idealização e realização da Levisky Negócios & Cultura, apresentação do BNDES, patrocínio da Petrobras, da Caixa Econômica Federal e do Governo Federal do Brasil, parceria estratégica de Edelman Significa, apoio de Instituto para o Desenvolvimento de Investimento Social (IDIS) e PLKC Advogados.

Endowments

Os fundos patrimoniais permanentes podem garantir e auxiliar a sustentabilidade financeira de instituições artísticas perenes como museus, orquestras, companhias de dança, teatros de ópera e outros. Criados principalmente a partir de doações, são geridos por conselhos especializados e complementam as dotações destinadas a cada instituição pelo poder público. Exemplos bem-sucedidos podem ser encontrados principalmente em instituições culturais norte-americanas, como a Filarmônica de Nova York.

Programação dos encontros de lançamento abaixo:

Rio de Janeiro – 6 de junho (terça-feira) – 9 às 12h
Local: Auditório Arino Ramos – BNDES
Endereço: Avenida República do Chile, 100 – Subsolo 1

São Paulo – 7 de junho (quarta-feira) – 9 às 12h
Local: Auditório MASP
Endereço: Avenida Paulista, 1578 – MASP – Subsolo

Brasília – 8 de junho (quinta-feira) - 9 às 12h
Local: Sala Mario de Andrade – IPHAN
Endereço: SEPS 713/913, Bloco d, Edifício IPHAN – Térreo

Comunique-se


0 comentários:

Postar um comentário