quarta-feira, 14 de junho de 2017

Policial reage e mata suspeito durante investida criminosa no Recife

Assaltante foi morto por policial civil à paisana e corpo foi recolhido pelo IML (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Um homem morreu nesta quarta-feira (14) durante uma investida criminosa a uma clínica credenciada à rede do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) no bairro do Pina, na Zona Sul do Recife. Um policial civil à paisana reagiu à investida e atirou contra o assaltante. (Veja vídeo acima)

O caso aconteceu por volta das 7h30, na Avenida Domingos Ferreira, uma das mais movimentadas do bairro. O homem teria entrado na clínica e anunciado o assalto. "A dinâmica do fato, pelo que sei até agora, é de que ele, depois de assaltar, se agarrou ao policial quando percebeu que ele era policial e daí houve necessidade de realizar três disparos de arma de fogo", detalha a delegada Euricélia Nogueira.


O homem que praticou o assalto estava sozinho e morreu no local. "A gente tem testemunhas que presenciaram o assalto. O rapaz que veio a óbito é foragido da PAI [Penitenciária Agroindustrial São João, em Itamaracá] , já tem duas passagens, sendo uma por fogo e outra por homicídio. Ele se encontrava com uma arma de fogo que está sendo levada para o DHPP", explica a delegada.


No bolso do homem que morreu, foram encontrados pertences de pessoas que estavam na clínica, inclusive bens do próprio policial civil. "O assaltante entrou na clínica, dentro do consultório médico. As vítimas [do assalto] estão muito nervosas, transtornadas. Nós vamos ouvi-las com calma para extrair tudo o que ocorreu aqui", afirma.

O policial já está no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para prestar depoimento, assim como outras testemunhas, apontou a delegada. "O policial não estava de serviço, mas ele não deixa de ser policial. Então, ele agiu em legítima defesa. Nós vamos verificar se ele estava de fato coberto pelo manto da legítima defesa", detalha Euricélia Nogueira.

O corpo do homem foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), no bairro de Santo Amaro, região central do Recife.

Violência

Na terça (13), uma mulher de 35 anos foi atingida por uma substância química também na Zona Sul do Recife. Mais cedo, um jovem de 21 anos foi morto a tiros e a irmã dele ficou ferida após serem baleados dentro da própria residência, no bairro do Ibura.

O último balanço divulgado pela Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco contabilizou 2.037 pessoas assassinadas nos quatro primeiros meses de 2017, o que equivale a um aumento de 44,2% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando houve 1.412 assassinatos no estado. O próximo levantamento deve ser divulgado na quinta-feira (15).

Apenas durante os 30 dias do mês de abril, o governo estadual registrou 514 homicídios, o que mantém a média de 17 pessoas assassinadas por dia em Pernambuco. O Atlas da Violência, divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mostra que, após sete anos com diminuição no número de homicídios, Pernambuco apresenta um crescimento das mortes violentas a partir de 2014, voltando ao padrão de 2009 e 2010.

G1 PE


0 comentários:

Postar um comentário