quarta-feira, 14 de junho de 2017

Ação conjunta CPRH-Cipoma resgata 32 aves silvestres no Recife

Fiscalização nos bairros da Torre e Dois Irmãos foi motivada por denúncias à Ouvidoria da Agência Estadual de Meio Ambiente (Foto: CPRH/Divulgação)

Trinta e duas aves silvestres, entre elas um papagaio-verdadeiro – espécie ameaçada de extinção – foram resgatadas em uma ação de fiscalização conjunta realizada por agentes da Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma) e da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) nos bairros da Torre e Dois Irmãos, no Recife. A ação, na tarde da terça-feira (13), foi motivada por denúncias de criação ilegal de animais silvestres feitas à Ouvidoria da CPRH. Foram lavrados quatro autos de infração com penalidades de multa, totalizando R$ 16 mil, e dois com penalidades de advertência por escrito.

As aves foram levadas nesta quarta (14) ao Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da CPRH, que funciona no bairro da Guabiraba, numa área rural. No local, serão cuidadas e reabilitadas para, em breve, serem devolvidas aos seus habitats naturais, em áreas de solturas do Estado. Entre elas, há galos de campina, sabiás-laranjeira, canários da terra, azulões, tizius e sanhaçus, além do papagaio-verdadeiro.
Os resgates foram feitos em quatro residências de Dois Irmãos e três da Torre. Durante a ação, também ocorreu uma entrega voluntária, com um morador tomando a iniciativa de entregar um pássaro para o encaminhamento ao Cetas. Costume antigo que – mesmo combatido pelos órgãos ambientais – vem persistindo, a criação ilegal de animais silvestres é crime, com multa de R$ 500 por cada animal. No caso de for um animal que esteja na lista dos ameaçados de extinção, o valor é de R$ 5 mil por cada.

Núcleo de Comunicação Social e Educação Ambiental - NCSEA
Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH
www.cprh.pe.gov.br


0 comentários:

Postar um comentário