quinta-feira, 11 de maio de 2017

Reunião de avaliação da bacia do rio São Francisco passa a ser divulgada na íntegra

Represa de Itaparica (Foto: Lúcia Xavier/Arquivo BlogAR)

Desde a semana passada, as reuniões de avaliação das condições de operação dos reservatórios do rio São Francisco são divulgadas, sem edição, no canal da Agência Nacional de Águas (ANA) no YouTube (https://www.youtube.com/user/anagovbr).

A bacia do rio São Francisco vem enfrentando condições hidrológicas adversas, com vazões e precipitações abaixo da média desde 2013, com consequências nos níveis de armazenamento dos reservatórios instalados na Bacia. Para preservar os estoques de água disponíveis, diante da necessidade de atendimento a todos os usos na Bacia e, principalmente ao abastecimento de várias cidades, a ANA vem autorizando periodicamente a redução da vazão mínima defluente abaixo de 1.300 m³/s nos reservatórios de Sobradinho e Xingó (patamar mínimo em situações de normalidade).

Essas reduções são autorizadas após reuniões semanais com representantes de setores interessados. Atualmente a defluência mínima média diária autorizada é de 600m³/s e instantânea de até 570m³/s até 30 de novembro de 2017, conforme Resolução ANA nº 742. O normativo traz a ressalva de que a prática de descargas médias diárias inferiores a 700m³/s e instantâneas de até 665m³/s de ambos os reservatórios (Sobradinho e Xingó) dependem de prévia autorização por parte do Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Sempre que as reuniões semanais de monitoramento da bacia resultam na decisão de diminuir a quantidade de água a ser liberada por esses reservatórios, a ANA divulga a nova regra em seu site institucional. Com o agravamento da crise, a partir desta semana o vídeo com a gravação da reunião será disponibilizado na íntegra no canal da ANA no YouTube, de forma a aumentar a transparência no processo de decisão e estimular o envolvimento da sociedade com a gestão dos recursos hídricos.

A reunião acontece toda segunda-feira, por videoconferência, no período da manhã, com a participação de técnicos e dirigentes da ANA e representantes Estados de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe, do Setor Elétrico (Ministério de Minas e Energia – MME, Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS, Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, Companhia Hidrelétrica do São Francisco – CHESF e Companhia Energética de Minas Gerais – CEMIG), do Setor de Navegação (Ministério dos Transportes – MT, Agência Nacional de Transportes Aquaviários – ANTAQ, e Marinha do Brasil), da Agricultura Irrigada (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba – CODEVASF, Projeto de Irrigação Jaíba e Projeto de Irrigação Nilo Coelho), do IBAMA, do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais – Cemaden. O Ministério Público também tem participado das reuniões semanais.

Assista ao primeiro vídeo publicado:
Reunião de avaliação - Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco 08/05/2017 (Duração: 1h49min)

Veja mais informações sobre a Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco na página http://www2.ana.gov.br/Paginas/servicos/saladesituacao/v2/saofrancisco.aspx.

Ascom ANA


0 comentários:

Postar um comentário