quarta-feira, 17 de maio de 2017

NZN explica: 7 coisas que você precisa saber sobre ciberataque e Bitcoin


Nos últimos dias, o mundo parou para acompanhar o ciberataque contra diversas empresas de todo o mundo, que culminou com um pedido de resgate via Bitcoin para que todas as informações roubadas fossem devolvidas.

Com essa invasão, diversas dúvidas sobre o ataque e a utilização de Bitcoin surgiram entre a população. E para ajudar a esclarecer todas essas questões, o jornalista do Tecmundo, plataforma da NZN especializada no universo tecnológico, e especialista em cibercrimes, Felipe Payão, conta quais são as 6 coisas que todos precisam saber sobre bitcoin e ciberataques!

Confira!

1) O que foi o ataque da última sexta?
Foi um ataque de ransomware chamado WannaCrypt (vulgo WannaCry) que infecta computadores explorando vulnerabilidade do sistema operacional Windows XP e Server 2003 — comuns em instituições governamentais, hospitais e empresas. Ele aconteceu quando cibercriminosos, via domínios na internet, "soltaram" o ransomware para infectar computadores conectados.

2) Esse tipo de ataque pode ser vivido pelo brasileiro comum?
Sim, principalmente se ele utilizar Windows XP ou Server 2003. Sobre outros ataques de ransomware, qualquer pessoa com um dispositivo conectado está sujeita.

3) Como as pessoas podem se proteger?
Utilizando uma navegação segura, além de desconfiar de links suspeitas, manter um backup de arquivos e ter um bom antivírus instalado na máquina.

4) O pagamento do resgate foi exigido em Bitcoins. Por que essa moeda se tornou a favorita nesses ataques?
O Bitcoin não tem lastro. Apesar de a moeda ser legal, o usuário é anônimo e a transação é irrastreável.

5) O que é a Bitcoin?

A Bitcoin é uma moeda virtual, ou seja, ela não existe fisicamente. Como um paralelo, funcionaria da mesma maneira que você recebe o seu salário em conta: você está lidando com o dinheiro virtualmente. A diferença é que o Bitcoin não pode ser sacado em notas ou moedas físicas.

6) Por que a moeda Bitcoin supervalorizou nos últimos anos?
Por causa da alta demanda. Cada vez mais as empresas aceitam esse tipo de pagamento.

7) É seguro utilizar Bitcoin?
É mais seguro que qualquer moeda física. O Bitcoin, além de ser irrastreável, existe apenas no âmbito virtual. Ainda, é mais fácil realizar transações internacionais, você só precisa de uma carteira virtual (que pode ser o seu smartphone), o histórico de transações é transparente, você evita as taxas bancárias e o Bitcoin é impossível de ser falsificado.

Sobre Felipe Payão

Jornalista, Felipe Payão é especialista em cibercrime, com passagens pelas redações da PC Magazine e XOP Magazine. Atualmente, Payão atua como repórter do Tecmundo, plataforma da NZN especializada no universo tecnológico.

Sobre a NZN
A NZN é uma das principais plataformas para soluções em publicidade e comunicação. Atuando em 5 frentes independentes (NZN Brand Studio, NZN Intelligence, NZN Social, NZN Media e NZN Content), a empresa tem como objetivo se tornar a principal parceira das agências e marcas, ao entregar serviços exclusivos, e que ajudam no planejamento e execução das campanhas e projetos. Além disso, somos responsáveis por sites como o TecMundo, TecMundo Games, Baixaki, Mega Curioso, Minha Série e Click Jogos.

NR-7 Comunicação


0 comentários:

Postar um comentário