terça-feira, 18 de abril de 2017

Polícia prende grupo suspeito de matar ao menos 29 crianças e adolescentes em PE


A Polícia Civil prendeu e identificou uma organização criminosa responsável por pelo menos 29 homicídios, envolvendo crianças e adolescentes, ocorridos na Região Metropolitana do Recife. O grupo seria responsável por captanear crianças e adolescentes para o tráfico de drogas. As vítimas quando não conseguiam cumprir as metas impostas pela quadrilha, eram eliminadas. As investigaçõesm, que resultaram na Operação batizada de Escudo da Juventude, começaram em setembro do ano passado.

A ação de repressão é a nona desencadeada este ano em Pernambuco. Foram expedidos pela Justiça da comarca de Paulista 31 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão. Entre os mandados de prisão, dez tiveram como alvos detentos, que já estavam no sistema penitenciário, mas mantinham comunicação direta com o grupo criminoso. Sete pessoas ainda estão foragidas. Quatro armas foram apreendidas. Entre os presos, há três mulheres, uma delas grávida de sete meses. As mortes ocorreram em Recife, Olinda e em Paulista.

Apontado pela Polícia como líder da quadrilha, Lindembergue Lucas da Silva, 26 anos, foi preso e está sendo autuado pela equipe do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), que comandou a operação. "Ele já possui antecedentes criminais. Com a sua prisão e dos outros integrantes, conseguimos evitar três homicídios, entre eles de uma criança conhecida como Pote de Mel, que seria assassinada, por não cumprir metas impostas pelos traficantes", comentou o chefe da Polícia Civil, o delegado Joselito Kerlhe do Amaral.

Segundo Joselito, as vítimas eram geralmente menores de 12 anos, vindas de famílias carentes. "Crianças muito pobres que se envolviam por necessidade, um verdadeiro exército de crianças e adolescentes. Mas quandonão conseguiam executar as ordens da quadrilha, eram elimadas cruelmente", comentou.

Os mandados de prisão foram exoedidos pelo juiz Eugênio Cícero Marques, da 2ª Vara Criminal da Comarca da cidade de Paulista. Um total de 120 policiais, entre delegados, agentes e escrivães participaram da operação, que foi supervisionada pela Chefia da Polícia Civil e coordenada pela Diretoria Integrada Metropolitana (DIM), por meio da 8ª Delegacia Seccional e da Delegacia de Polícia do Janga.

As investigações também contaram com o apoio da assessoria da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil-DINTEL. Os presos e todo material apreendido foram levados para o Depatri.

CRIMES - O chefe de Polícia Joselito do Amaral disse ainda que a partir das prisões acredita que haverá uma redução no número de homicídios no Recife, em Olinda e em Paulista. Somente, no mês passado, mais de 17 pessoas foram assassinatos por dia em Pernambuco. No Recife, o mês de março fechou com 96 assassinatos contra 74 em fevereiro e 70 em janeiro. Entre janeiro e março desse ano, segundo a Secretaria de Defesa Social, 528 homicidas foram presos no estado.

Diário de Pernambuco


0 comentários:

Postar um comentário