quinta-feira, 20 de abril de 2017

Polícia Civil de Pernambuco se posiciona sobre jogo da Baleia Azul


O chefe de polícia Joselito Kerhle do Amaral se pronuncia na tarde desta quinta-feira (20) sobre o desafio Baleia Azul, que estaria convencendo participantes, na sua maioria jovens e crianças, a realizar provas perigosas, podendo chegar até o suicídio. A entrevista coletiva será concedida no auditório da Polícia Civil, na Rua da Aurora.

A Polícia Civil de Pernambuco deverá pedir a quebra de sigilo telefônico de três números do interior de São Paulo, do interior de Minas Gerais e de Salvador, na Bahia. Suspeita-se que os donos das linhas estejam fazendo ligações para intimidar os participantes do jogo.

O inquérito policial é fruto de uma investigação iniciada na quarta-feira passada após uma adolescente de 13 anos moradora da cidade do Paulsita, na Região Metropolitana do Recife (RMR) ter sofrido ameaças em uma rede social por não concluir uma fase que teria sido imposta pelo “curador” do desafio. A vítima foi submetida a exame de corpo de delito e está recebendo apoio psicológico. Ao final, o inquérito será encaminhado para a Polícia Federal (PF).

Uma outra adolescente, moradora do município de Goiana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, pode ser mais uma vítima do jogo Baleia Azul no estado. A estudante de uma escola da rede pública estadual teria dado entrada nesta quarta-feira (19) no Hospital Belarmino Correia, no mesmo município.

De acordo com o setor de assistência social da unidade de saúde, a paciente deu entrada após sofrer um surto psicótico e ter passado mal durante a aula. Durante a consulta, a médica plantonista percebeu as várias mutilações no braço da adolescente. Imagens que estão sendo divulgadas pelo Whatsapp mostram a garota vestindo a farda escolar com vários cortes em um dos braços, característica comum dos praticantes do jogo. A assistência social acrescentou que a paciente recebeu alta médica no mesmo dia.

O hospital divulgou uma nota oficial sobre o caso. Confira o texto na íntegra:

A direção do Hospital Belarmino Correia informa que, no início da noite desta quarta-feira (19/04), uma jovem de 14 anos deu entrada na unidade com escoriações nos braços. Após o atendimento médico, a jovem teve alta, ainda durante a noite. O Serviço Social da unidade já está em contato com o conselho tutelar e vai encaminhar oficio relatando o fato para as autoridades policiais.
Secretaria Estadual de Saúde - PE


Diário de Pernambuco


0 comentários:

Postar um comentário