terça-feira, 18 de abril de 2017

Odacy Amorim comenta parecer pela cassação da candidatura do prefeito de Petrolina

Odacy Amorim (Foto: Jarbas Araújo/Alepe)

Manifestação do Ministério Público Eleitoral em favor da cassação da candidatura do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), mereceu comentário do deputado Odacy Amorim (PT) durante a Reunião Plenária desta terça (18) na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Emitido na última semana, pelo promotor Lauriney Lopes, o parecer dá prosseguimento a ação judicial protocolada pelo petista em 2016. O processo, que também questiona a eleição da vice-prefeita, Luska Portela (DEM), investiga suposto abuso do poder econômico cometido pela chapa vencedora na disputa pelo município do Sertão do São Francisco.

De acordo com Amorim, que concorreu à prefeitura e terminou a campanha em segundo lugar, foram suprimidas da programação da única emissora local de televisão, a TV Grande Rio, mais de 300 inserções de candidatos rivais da chapa ganhadora. O veículo de comunicação, apontou ainda o parlamentar, pertenceria a aliados do prefeito eleito e da vice-prefeita, e a irregularidade, segundo o petista, teve “poder decisivo” no resultado do pleito.

O deputado parabenizou o Ministério Público pela recomendação e defendeu o cumprimento da lei. “É necessário combater o abuso do poder econômico e mostrar às próximas gerações que é possível fazer política de cabeça erguida”, disse. “Precisamos de campanhas sérias, limpas e competentes, ainda que tenhamos de lidar com recursos apertados”, considerou.

“Não me restava outra coisa além de entrar na Justiça”, continuou o petista, defendendo que as instâncias judiciais sejam procuradas sempre que necessário, independentemente da força do grupo político contra quem se faça a denúncia. “Espero em Deus e confio na justiça dos homens para que a política melhore”, concluiu.

Alepe


0 comentários:

Postar um comentário