quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Ministério de Minas e Energia participa da Conferência Latino Americana de Fertilizantes


O Governo Federal anunciou, em setembro de 2016, diversos projetos de infraestrutura para incentivar a geração de empregos e crescimento para o País, com destaque para o Projeto Miriri, uma área de fosfato entre os estados da Paraíba e Pernambuco (Foto: crugroup.com)

O Ministério de Minas e Energia (MME) participou da Conferência Latino Americana de Fertilizantes (FLA), realizada entre os dias 25 e 27 de janeiro em Buenos Aires, Argentina. A Conferência é um evento anual cujo objetivo é discutir o mercado de fertilizantes, promovendo a troca de informações e de experiências entre os diversos segmentos do setor.

Representando o Ministério, o coordenador-geral de Políticas e Programas Para Mineração, Frederico Bedran, ressaltou que o Ministério trabalha em uma nova agenda para estimular os investimentos em mineração no país e retomar a estabilidade e confiança no setor.

“O MME busca ampliar o número de áreas disponíveis para setor privado, incentivar estudos de áreas geológicas, estabelecer diretrizes que impulsionem à produção de fertilizantes minerais e debater nova proposta de estrutura regulatória, atualmente sob consideração pelo Congresso. Estamos confiantes que essas metas podem aumentar nossa participação no PIB brasileiro de 4% para 6% nos próximos dois anos”, explicou

Durante a apresentação, Bedran salientou ainda que é indispensável aumentar a produtividade do setor agrícola para atender o aumento da demanda por alimentos e por biocombustíveis. Ainda segundo ele, o Brasil tem alta capacidade de expansão setor de agronegócio e potencial para abrir novas minas, possibilitando novas descobertas.

Programa de Parcerias de Investimentos (PPI)

O Governo Federal anunciou, em setembro de 2016, diversos projetos de infraestrutura para incentivar a geração de empregos e crescimento para o País. Na área de mineração, serão ofertados quatro blocos de áreas com previsão para publicação dos editais de licitação ainda no primeiro semestre de 2017. Com destaque para o Projeto Miriri, uma área de fosfato entre os estados da Paraíba e Pernambuco.

Confira a apresentação completa AQUI

Assessoria de Comunicação Social
Ministério de Minas e Energia


0 comentários:

Postar um comentário