quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Alepe comemora Dia Estadual da Música Brega com Reunião Solene


Dia do nascimento do cantor e compositor Reginaldo Rossi, o 14 de fevereiro celebra desde 2015 o Dia da Música Brega no Estado. Por solicitação do deputado Edilson Silva (PSOL), a Assembleia comemorou a data, nesta terça (14), com uma Reunião Solene.

A conceituação do brega como estética musical tem sido alvo de discussões por estudiosos e profissionais do meio artístico. No entanto, mesmo sem ter estabelecidas características rígidas, o termo praticamente foi alçado à condição de gênero.

De acordo com o Projeto de Lei nº 2.120/2014, de autoria do ex-deputado Eduardo Porto (PSDB), que deu origem à Lei n° 15.424/2014, o brega designava inicialmente um tipo de música romântica, com forte apelo sentimental, melodias simples e letras com rimas fáceis. Com o passar do tempo, o gênero conquistou novos espaços, e suas canções ganharam a preferência de um público mais vasto, superando barreiras entre camadas sociais.

A deputada Socorro Pimentel (PSL) abriu a reunião enaltecendo a memória de Reginaldo Rossi, falecido em dezembro de 2013. “Ele deixou sucessores e, hoje, diversos artistas fazem sucesso, dentro e fora do Estado, contribuindo com a divulgação desse estilo musical”, frisou.

Edilson Silva destacou a importância de a Casa abrir espaço a um segmento artístico importante para a população, mas que sofre com o preconceito de uma parcela da sociedade e do Estado. “É preciso construir um movimento político-cultural para defender o brega e reivindicar do Estado o reconhecimento e a inserção dessa expressão em seu devido lugar, que não pode ser o da discriminação”, enfatizou.

A cantora Michelle Melo agradeceu a iniciativa em nome de todos os artistas do gênero. “O brega é um movimento que transcende a área musical e hoje se transformou num dos maiores geradores de emprego e renda do Estado”, ressaltou. O empresário Fábio Tenório espera que, no futuro, o brega seja reconhecido por todos. “Ainda precisamos lutar para garantir nosso espaço.”

Alepe


0 comentários:

Postar um comentário