sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Petrolândia: ''Vai se frustrar quem achar que eu vou ser a cópia do governo de Lourival'' disse Ricardo em entrevista à Aliança FM, em cadeia com a Web Rádio Petrolândia

Prefeito de Petrolândia Ricardo Rodolfo (Foto/arquivo: Lúcia Xavier)

Nesta quinta-feira (05), Ricardo Rodolfo, prefeito de Petrolândia, concedeu entrevista à Rádio Aliança FM, ao radialista João Júnior; A entrevista também foi transmitida em cadeia com a Web Rádio Petrolândia.

Confira abaixo alguns dos principais pontos da entrevista que será reprisada na manhã deste sábado (07) na Web Rádio Petrolândia, no Programa Acordando com as Notícias.

Ricardo disse que, ao contrário das maioria dos municípios, onde os gestores novatos estão encontrando as prefeituras sucateadas, ele está recebendo uma prefeitura governável, de forma confortável.

Nós estamos bem mais descansados do que nossos colegas prefeitos que estão assumindo. Nós tivemos uma transição pacífica, uma facilidade onde eu já estava, como prefeito eleito, tomando atitudes dentro do prédio da prefeitura em relação a lideranças de departamentos, modificando aquilo que eu achava viável e necessário. Então, nós estamos de forma confortável. Aconteceu a transição e estamos governando sem nenhuma crise de relacionamento. A equipe de Lourival Simões saiu em parte. Outra parte eu reaproveitei dentro do governo, mas eu posso lhe falar que estamos governando sem crise institucional.

Ricardo disse que vai se decepcionar quem achar que o seu governo vai ser uma cópia do governo de Lourival ''cada um é cada um''

Ninguém vai ser igual a ninguém. Ninguém espere que eu seja a cópia do governo de Lourival. Quem espera, vai se frustrar, porque eu tenho amizade com o grupo, mas eu sou Ricardo, eu tenho uma postura de administração, uma postura de relacionamento muito informal. Eu não venho não da política formal, mas eu venho do meio do povo. Eu sou um pastor, eu sou um cidadão que cuidava de usuários de drogas, de pessoas mais simples. Então, claro que é o mesmo grupo, mas é uma gestão diferenciada. Eu tenho dito, e se alguém achou vai se frustar, porque algumas pessoas citaram que eu seria um boneco de Lourival Simões, uma maquete ...eu ouvi essas expressões. Lourival Simões muitas vezes destacou que eu teria toda a liberdade, ele dizia isso e eu reafirmava.

Ricardo disse acreditar que o seu governo vai fazer história

É como eu falei na Câmara (no dia da posse), falei por Delano e disse ''Delano, você vai escrever sua história e vai respeitar o histórico de Fabiano Marques, de Toinho - que foi presidente da Câmara - e de todos os que passaram''. Ele deve respeitar, mas fazer sua história como novo líder da Câmara de Vereadores e eu como prefeito eleito e, agora empossado, devo então honrar a gestão anterior, não crescendo em função do passado - seja ele frágil ou forte - mas apontando para um futuro e escrevendo a minha história como político nesta cidade, como prefeito que quero ser e fazer uma bom trabalho para o minha cidade.

Sobre a tão comentada ''extinção'' da Secretaria de Esporte Cultura e Lazer

Quero dizer que de treze secretarias, nós temos agora apenas doze secretarias. A Secretaria de Cultura Esporte e Lazer irá tornar departamento de governo e de desenvolvimento econômico, e elas não estarão como extintas. Alguém achou que eu iria extinguir, mas não é uma extinção. É uma diminuição de secretarias, mas com funcionalidade. A cultura vai ter toda a minha atenção funcional. Vamos ter um departamento funcional de cultura, com o de esporte e lazer. Inclusive tem um grupo de pessoas bem articuladas, que nós vamos se sentar e conversar. Eu estava vendo a minha querida Paula Francinete Menezes, o Daniel Filho e tantos outros queridos que querem dialogar sobre Cultura. Nós vamos envolver esse grupo de trabalho misto - cidade e governo - pra gente não permitir que o fato de não termos Secretaria de Cultura não vá impedir do funcionamento da Cultura na cidade. Pelo contrário: eu quero que ele se desenvolva como departamento tão forte, tão importante quanto uma secretaria funcional.

Ricardo disse que vai cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e que a prefeitura vai convocar funcionários concursados e efetivos para fazer recadastramento.

O prefeito que começar contratando ou comissionando de todo jeito, ele está dizendo para todo mundo ''eu sou irresponsável''. Então ele não está cumprindo a lei, porque ele foi eleito para ser representante governamental e responsável de uma cidade. Ele foi eleito para representar uma coletividade e eu não poderia, em nome disso, complicar a vida financeira do município. Então, sabendo disso, o que é que nós temos colocado? Nós precisamos antes de falar de comissionamento, de contratações. Nós temos no município de Petrolândia mais de 960 funcionários concursados, efetivos e CLT, então, esse quadro de funcionário, ele vai ter que aparecer. Nós estamos estudando com Dr. Fabiano Oliveira, que é o nosso assessor jurídico, uma chamada pública onde todos os concursados, efetivos e CLT - com exceção da Educação, que estão de férias e vão ter um prazo maior - para que todos os lotados nas diversas secretarias, todos vão fazer o seu cadastro. Então, por decreto a gente vai colocar isso para que apareçam todas essas pessoas. A gente percebe que essa folha é muito grande e que pode ser diminuída. Não apenas observando a possibilidade do ''funcionário fantasma''. Não é isso, são pessoas que podem está ausente da cidade e que vem aqui só pegar o dinheiro, ou receber onde quer que esteja. Então, a gente quer fazer com que todas as pessoas concursadas voltem para as suas secretarias e façam o seu recadastramento. Isso vai fazer com que a gente saiba quem são essas pessoas, para que a gente só parta para uma contratação de serviços básicos, depois do cadastramento dessas pessoas (os funcionários têm que comparecer munidos de documentos pessoais). Então, apenas depois disso é que a gente vai fazer as contratações.

Ricardo disse que não demitiu nenhum funcionário.

Dezenas, centenas de pessoas chegam na minha porta ou na prefeitura querendo o seu emprego de volta. Exemplo; uma pessoa mandou dizer à minha esposa ''o seu marido me demitiu''. Aí Líbia disse ''não, não foi o meu marido que lhe demitiu. O seu contrato terminou, a duração era até 31 de dezembro, ele apenas não chamou''. Eu não posso chamar todos os contratados em 31 de dezembro porque são centenas, e eu não posso efetivá-los todos. Então, eu me sinto quebrado. Eu sou um pastor, mas agora o pastor está saindo de cena. porque eu tenho que agir como prefeito.

Ricardo ainda afirmou que sonha em fazer o asfaltamento das estradas que dão acesso às agrovilas do Projeto Apolônio Sales, Icó-Mandantes e Limão Bravo.

''O meu  maior sonho é asfaltar o Projeto Apolônio Sales, passando pelos Mandantes (Agrovila Icó-Mandantes) até chegar às Agrovilas do Limão'', disse o gestor, que ainda falou de vários outros assuntos pertinentes ao município.

O áudio da entrevista, na íntegra, vai ser reprisado na manhã deste sábado (07) no programa ''Acordando com as Notícias'' na Web Rádio Petrolândia. apresentado por Assis Ramalho de segunda a sábado, das 05h40 às 08h30.


O áudio da entrevista vai ao ar a partir das 8h30.

O programa "Acordando com as Notícias" apresenta notícias locais, regionais, nacionais, internacionais, política, polícia, economia, cultura, esportes, manchete dos jornais do dia, utilidade pública, entrevistas, entretenimento e muito mais,

Para instalar o aplicativo da Web Rádio Petrolândia no seu celular ou tablet, clique aqui>app Web Rádio Petrolândia

Redação do Blog de Assis Ramalho


0 comentários:

Postar um comentário