terça-feira, 3 de janeiro de 2017

MPPE divulga resultado da eleição para lista tríplice de candidatos a Procurador-Geral de Justiça


As eleições do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para a formação de lista tríplice de candidatos à presidência do órgão, ocorreram nesta terça-feira, 3 de janeiro, no período das 9h às 17h, no Centro Cultural Rossini Alves Couto, no Recife. Encerrada a votação, foi realizada a apuração dos votos, transmitida ao vivo pela internet (portal do MPPE), com encerramento por volta das 19h15. Os três mais votados foram José Paulo Cavalcanti Xavier Filho, Francisco Dirceu Barros e Charles Hamilton dos Santos Lima. Procurador Geral de Justiça será escolhido pelo governador Paulo Câmara.

Dos 391 aptos a votar, compareceram 376 às urnas para a escolha de três nomes de membros da lista com 165 candidatos em condição de elegibilidade e que mantiveram seus nomes no rol. A relação completa dos candidatos foi publicada no Diário Oficial do dia 30 de dezembro de 2016. Foram 374 votos válidos, 2 nulos e 15 abstenções.


Apesar de a lista conter 165 nomes, oito membros se declararam candidatos ao cargo de procurador-geral de Justiça. Desses oito, três estão compondo a lista tríplice, e os cinco outros tiveram o seguinte resultado na urna: Carlos Augusto Arruda Guerra de Holanda, com 167 dos votos (44,65%); Maviael de Souza Silva, com 141 (37,70%); Júlio César Soares Lira, com 132 (35,29%); Rosemary Souto Maior de Almeida, com 27 (7,22%); e José Elias Dubard de Moura Rocha, com 18 (4,81%).

Os três mais votados, de acordo com a contagem dos votos, foram José Paulo Cavalcanti Xavier Filho, com 209 votos (55,88%); Francisco Dirceu Barros, com 192 (51,34%); e Charles Hamilton dos Santos Lima, com 188 (50,27%). O documento da lista tríplice já está sendo redigido e será em seguida encaminhado para o governador do Estado, Paulo Câmara, que irá escolher um dos nomes para ser o procurador-geral de Justiça do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) no biênio 2017/2018. O MPPE aguarda a decisão do governador.

A mesa eleitoral foi composta pelos promotores de Justiça Bettina Guedes, Maria Ivana Botelho e Ricardo Coelho. Já a fiscalização do pleito foi feita pelos promotores de Justiça Alexandre Augusto Bezerra e André Silvani.

Regulamentação das eleições 2017 – A Resolução RES-CPJ n°10/2016, do Colégio de Procuradores de Justiça do Ministério Púbico de Pernambuco (MPPE), que regulamenta a eleição para formação da lista tríplice para a escolha do procurador-geral de Justiça, biênio 2017-2018, foi publicada no Diário Oficial do dia 19 de novembro de 2016 e republicada no Diário Oficial no dia 17 de dezembro de 2016.

Perfis

José Paulo Cavalcanti Xavier Filho - 42 anos e 17 de carreira no MPPE

Natural do Recife, Pernambuco, tomou posse como promotor de Justiça no dia 1° de julho de 1999, na Comarca de Lagoa dos Gatos. Passou como titular ou por cumulação pelos municípios de Caruaru, Cabo de Santo Agostinho, Abreu e Lima, Ouricuri, Panelas, Belém de Maria, Cupira, Bezerros, Paulista e Recife (Capital). Atualmente, é o 45º promotor de Justiça substituto da Capital, com atuação na Central de Inquéritos da Capital na repressão aos crimes de sonegação fiscal.

Francisco Dirceu Barros – 50 anos e 17 de carreira no MPPE


Natural do Crato, Ceará, tomou posse como promotor de Justiça em 30 de setembro de 1999, na Comarca de Exu. Passou como titular ou por cumulação pelos municípios de Correntes, Moreilândia, Ouricuri, Trindade, Bodocó, Panelas, Águas Belas, Lagoa do Ouro, Angelim, Jurema, Bom Conselho e Garanhuns. Atualmente é o 2º promotor de Justiça Criminal de Garanhuns e coordena a sede das Promotorias de Justiça de Garanhuns.

Charles Hamilton dos Santos Lima – 45 anos e 22 de carreira no MPPE

Natural de Bonito, Pernambuco, tomou posse como promotor de Justiça no dia 17 de outubro de 1994, na Comarca de São Vicente Férrer. Passou como titular ou por cumulação pelos municípios de Jaboatão dos Guararapes, Abreu e Lima, Macaparana e Recife (Capital). Atualmente é o 1º procurador de Justiça junto à Câmara Regional de Caruaru.

MPPE


0 comentários:

Postar um comentário